Irmão de Negra Li gritou por socorro antes de ser morto, diz polícia

Testemunha ouviu pedido, mas encontrou a vítima morta, em um terreno

A mulher que encontrou o irmão da cantora Negra Li morto na noite de sábado (12) contou à polícia que ouviu Gilson Francisco de Carvalho, de 41 anos, gritar por socorro e em seguida cair. Ele foi morto com um tiro na cabeça na Brasilândia, zona norte de São Paulo.

A testemunha disse aos policiais militares que saía de uma festa com outras pessoas quando tudo aconteceu. Ela reforçou, no entanto, que não conhecia a vítima e que também não ouviu qualquer disparo de arma de fogo. O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Gilson trabalhou como produtor do seriado Antônia, da Globo, em que Negra Li foi uma das protagonistas. Os episódios foram gravados no mesmo bairro em que ele foi morto, a Brasilândia. Ele era casado e tinha um filho.

Em sua página no Facebook, a cantora lamentou a morte do irmão.

— Obrigada pelas mensagens de conforto… Não existem palavras nesse momento… :( #Luto

Negra Li está em cartaz em São Paulo no musical “Jesus Cristo Superstar”, de quinta a domingo. Segundo a assessoria de imprensa do espetáculo, neste domingo (13), ela será substituída por outra atriz

Fonte: Tribuna Hoje

+ sobre o tema

Polícia é espelho de sociedade racista, diz diretora de instituto

A morte do adolescente Thiago Menezes Flausino, 13 anos,...

Juíza nega indenização a vítima de abuso no Metrô de São Paulo

A juíza Tamara Hochgreb Matos negou indenização por danos...

O Vira-lata e o Racismo

Dizem que o brasileiro tem complexo de vira-lata. Reza...

SP: Secretaria apura se houve racismo em show de stand-up

RICARDO SANTOS A Secretaria da Justiça e da Defesa...

para lembrar

No STF, grupo pede continuidade das cotas em universidades

Por: Débora Santos Supremo começou a julgar legalidade de...

“A música corajosa de um tambor distante”

Há factos em nossas vidas que podem suscitar novas...

Brasil, um torto arado de violência política

“Sofri atentado político ontem, com tiros disparados na madrugada,...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=