Itamaraty envia nota para cobrar explicações do Irã sobre abuso sexual

O Ministério de Relações Exteriores encaminhou no fim da tarde desta quinta-feira (19/4) uma nota à Embaixada do Irã pedindo esclarecimentos a respeito das acusações de abusos sexuais que pesam contra um diplomata de 51 anos. O homem é suspeito de ter assediado quatro garotas com idade entre 9 e 15 anos, na tarde do último sábado, dentro da piscina do Clube Vizinhança, na Asa Sul.

Por Kelly Almeida

O Itamaraty recebeu, na última quarta-feira, o ofício da 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul, com a ocorrência do caso. Esta tarde, o ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota, disse aos jornalistas que o caso é preocupante e inaceitável. Na noite de ontem (18/4), a embaixada divulgou uma nota de esclarecimentos negando os abusos e tratando o caso como um mal entendido.

No comunicado, Patriota destacou que segundo a Convenção de Viena, todas as pessoas que gozam de privilégios e imunidades devem respeitar as leis e os regulamentos do Estado onde estão.

 

 

 

Fonte: Correio Braziliense 

+ sobre o tema

Michelle Obama: ‘Muitos dos homens que estão em posições de liderança não merecem estar’

Ex-primeira dama americana faz tour pela Ásia para defender...

Precisamos parar de proteger homens famosos

Em maio deste ano, Amber Heard divulgou um comunicado...

Ilustradora mineira ganha o mundo com mensagens que explicitam o controle sobre a mulher

'Desconstruir uma situação banalizada de opressão nunca é fácil....

2ª edição do Cine Resista! exibe documentário sobre Feminismo Negro

No próximo sábado, 15 de julho, às 18h, acontece...

para lembrar

Ativistas realizam beijaço no plenário da Câmara dos Deputados

Em audiência pública realizada na tarde desta terça-feira (24),...

Ser feminista é assumir uma postura incômoda, afirmam militantes

Debate do UM BRASIL conta com a escritora e...

Feministas denunciam machismo do Senado francês, com apenas 25% de eleitas

Duas entidades feministas acusaram o Senado francês de "machista"...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=