“Já falei 10.639 vezes: Racismo é crime” – Protesto contra o racismo na UFSC

Estudantes protestam contra "atos de racismo" em campus da UFSC

Estudantes protestaram na manhã desta quarta-feira contra o que descreveram como atos de racismo praticados no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. Coordenado por oito grupos sociais, o ato repudia a postagem de um aluno realizada em redes sociais. Na imagem, um homem negro, aparece de joelhos entregando um cacho de bananas a uma mulher, também negra.

O grupo tenta uma audiência com a reitoria da universidade. Em nota oficial, os manifestantes criticam “estudantes conservadores e racistas”. “Há relatos que no primeiro ano no qual a política de ações afirmativas foi implementada nessa universidade, ano de 2008, estudantes negros ao chegarem em suas classes, na sala de aula, encontravam bananas deixadas por outros estudantes, com o intuito de os associarem a macacos”, consta na nota assinada pelos oito grupos sociais.

 Protesto contra o racismo na UFSC

“Agora, mesmo passados 5 anos, e mesmo após a lei ser estabelecida e aprovada por unanimidade pelo Supremo Tribunal Federal, instância máxima da justiça brasileira, atitudes racistas como a citada acima ainda são presentes no meio acadêmico”, continua a nota.

Os manifestantes ainda citam Nelson Mandela no manifesto, com a frase “Ninguém nasce odiando”, atribuído ao ex-presidente sul-africano. “Exigimos que a Universidade Federal de Santa Catarina cancele a vaga do individuo (autor da polêmica postagem), bem como o expulse do ambiente acadêmico”.

Participam da manifestação integrantes do Conselho Estadual de População Afrodescendentes, da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, da União de Negros Pela Igualdade, do Movimento Negro Unificado, do Fórum Capoeira na Escola e do Grupo Negro 4P.

+ sobre o tema

Aquele soco bem dado…

"Esses poemas-porrada de Zero a Zero obriga-nos a sair...

Religiões africanas promovem ato contra intolerância e racismo em São Paulo

O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa será...

Por que as mulheres negras são minoria no mercado matrimonial

O presente estudo aborda a desvantagem das mulheres negras...

Mulheres são indenizadas em R$12 mil por racismo

Réu chamou as vítimas de crioulas e gordas Um...

para lembrar

spot_imgspot_img

Maurício Pestana: escola de negros e o Terceiro Vagão

Em vários artigos já escritos por mim aqui, tenho apontado como o racismo no Brasil utiliza a via da questão econômica e educacional para...

Tragédia no RS apaga pessoas negras e escancara racismo ambiental

No início dos anos 2000, viajei a Mato Grosso do Sul para participar de um evento universitário. Lembro que na época eu causei espanto...

Racismo em escolas de Niterói: após reunião com mãe de dois adolescentes vítimas de insultos, deputada vai oficiar MP, polícia e prefeitura

Após uma reunião com Renata Motta Valadares, mãe de dois adolescentes de Niterói que foram vítimas de racismo em duas diferentes escolas particulares, a deputada estadual...
-+=