Jamaica Brasileira – Edgard de Souza Silva

?…Assim começa a jornada de crianças em busca de um novo dia…?

Edgard de Souza Silva (São Paulo, 09 de julho de 1983), desenhou em poesia tudo o que ficou gravado até hoje em seu espírito jovem.

Aos dezoito anos, após a publicação do livro ?MEMÓRIAS DE UM ADOLESCENTE E SEUS IDEAIS?, tornou-se um dos mais jovens associados da União Brasileira de Escritores. Aos dezenove anos, transformou em prosa seus sonhos de liberdade, igualdade racial e justiça social através da obra ?JAMAICA BRASILEIRA”.

Sua prosa poética e envolvente, que tende a se manifestar como uma construção aberta e linear, ingressa na erudição, no humanismo e nos adjetivos. Edgard de Souza possui uma notável habilidade para escolhê-los ao questionar e desconstruir os mitos de superioridade e inferioridade existentes entre os vários grupos humanos. Atualmente, a obra “JAMAICA BRASILEIRA”, é o único livro brasileiro sobre racismo, em poesia, catalogado na Biblioteca do Congresso Americano – The Library of Congress. Recentemente, a obra foi publicada no Observatório Afro-latino da Fundação Cultural Palmares.

+ sobre o tema

Todos saúdam a rainha: Beyoncé reina após quebrar recordes do Grammy

Beyoncé chegou ao Grammy nesse domingo (14) com nove...

Miss Israel 2013 – A nova rainha de Sabá

Yityish Titi Aynaw, 21, deixou sua Etiópia natal há...

Pharrell Williams assume direção artística de moda masculina da Louis Vuitton

O músico, produtor e estilista americano Pharrell Williams, autor do...

Nicki Minaj, a “Lady Gaga do hip hop”, lança seu primeiro álbum

Por: Camilo Rocha   Como assim, Lady Gaga do hip hop?...

para lembrar

Imagens da resistência

A realidade dos quilombolas no país nas fotografias de...

O som que fez o som de Luedji Luna

Crescer em uma família que ama música fez com...

Laços culturais entre Nigéria e Brasil por Alberto da Costa e Silva

Semelhanças fascinam, mas diferenças são ainda mais apaixonantes, diz...
spot_imgspot_img

BH recebe suas primeiras estátuas de mulheres negras

A filósofa Lélia Gonzalez (1935-1994) e a escritora Carolina Maria de Jesus (1914-1977) foram eternizadas na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Desde...

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...

A esperança de Martinho em “Violões e cavaquinhos”

Martinho da Vila já brincou mais de uma vez que estava cansado de cantar que a vida ia melhorar, em referência ao refrão do clássico...
-+=