Jamaica inicia processo que pode levar ao rompimento com a monarquia britânica

Enviado por / FonteO Globo

Expectativa do atual governo é que questão seja resolvida até 2025; no ano passado, outra ex-colônia britânica do Caribe, Barbados, abandonou a realeza e se tornou uma república

A ministra de Assuntos Constitucionais da Jamaica, Marlene Malahoo Forte, declarou ao parlamento do país nesta quinta-feira que o processo de reforma constitucional que pode levar ao rompimento da ilha caribenha com a monarquia britânica oficialmente já começou. Ao final desse processo, previsto para 2025, a Jamaica poderá se tornar uma república e deixar de ter Elizabeth II como rainha.

De acordo com Marlene Forte, o rompimento irá se dar em etapas e precisará contar com a maioria dos votos das duas casas do congresso jamaicano. Os jamaicanos também serão convocados a participarem de um referendo para decidir a questão.

Na fala para o parlamento jamaicano desta quinta-feira, a ministra delineou o calendário da reforma constitucional. Um comitê será montado nos próximos meses para analisar a constituição do país, datada de 1962. Segundo o jornal jamaicano The Gleaner, Marlene Forte pediu ao líder da oposição que indique dois nomes para compor o comitê:

— O objetivo é, em última análise, produzir uma nova Constituição da Jamaica, promulgada pelo Parlamento da Jamaica, para estabelecer a República da Jamaica como uma república parlamentar, substituindo a monarquia constitucional e afirmando nossa autodeterminação e herança cultural — disse a ministra.

No final de 2021, a ilha caribenha de Barbados rompeu com a monarquia britânica. Barbados justificou o rompimento dos laços com Elizabeth II como um sinal de confiança e uma forma de finalmente romper com os demônios de sua história colonial.

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

“Uma injustiça histórica”: o impeachment de Dilma Rousseff na imprensa alemã

Destituição da presidente brasileira tem base legal criticada por...

ONU pede descriminalização do aborto no Brasil e veto ao marco temporal

Num informe divulgado nesta segunda-feira, o Comitê da ONU...

No Twitter, Marina diz que volta ao Senado para votar o ‘Ficha Limpa’

Por: Bruno Siffredi SÃO PAULO - A senadora Marina Silva...

Ex-ministro Bresser Pereira diz que elite brasileira detesta pobre

Tucano e conservador ressalta que ricos nutrem ódio ao...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=