Jay-Z se torna o primeiro rapper bilionário, segundo a Forbes

O que poucos sabem sobre o rapper é que, entre as músicas, o Tidal e ações do Uber, ele também é um homem de negócios

Por Tamires Vitorio, do Exame 

Jay-Z: de imobiliária a empresa de bebidas o rapper construiu seu “império” (Chris McGrath/Getty Images)

Jay-Z, o rapper norte-americano de 49 anos casado com a cantora Beyoncé, é mais conhecido por suas músicas. O que poucos sabem é que, entre outras coisas, ele é um homem de negócios e se tornou o primeiro cantor de hip-hop bilionário da história segundo a revista Forbes.

Seus negócios em música não são os únicos responsáveis pela sua fortuna. Além de ser compositor e empresário, o cantor é um dos responsáveis pela plataforma musical Tidal, concorrente do Spotify, fundou duas empresas de bebida e coleciona arte, imóveis e cerca de 70 milhões de dólares em ações na Uber. Esses fatores, entre outros, deram origem ao primeiro bilhão do rapper.

Em 2018 ele e Beyoncé tinham uma fortuna conjunta estimada de 1,25 bilhão de dólares. A fortuna da compositora era estimada em 355 milhões de dólares e a do Jay-Z, em 900 milhões de dólares. Enquanto ela consegue boa parte de sua receita através da música e de seus shows que atraem milhares de fãs, seu marido tem uma veia mais empreendedora.

Também no ano passado, ele se tornou o artista de hip-hop mais rico do mundo graças aos seus negócios de bebidas, como a marca de champanhe Armand de Brignac, que cresce quase 80% anualmente, e ao conhaque D’Usse, que ele comanda ao lado da Barcadi, fabricante de bebidas famosa pelo rum. Cada garrafa de champanhe pode custar até 2.800 reais.

Antes de se tornar músico, Jay-Z era traficante de drogas. Depois começou a gravadora Roc-A-Fella até chegar ao seu álbum de estreia, o Reasonable Doubt, de 1996. Do passado problemático até os dias de hoje, o rapper teve 14 álbuns posicionados em primeiro lugar, ganhou 22 Grammys e foi indicado 77 vezes e teve um lucro antes de impostos de 500 milhões de dólares em uma década.

Para estimar a fortuna individual do rapper em 2019, a revista analisou todos os negócios e ações de Jay-Z e subtraiu alguns custos de vida do rockstar. Confira:

Os negócios de Jay-Z

Armand de Brignac — US$ 310 milhões

Investimentos (principalmente no Uber) — US$ 220 milhões

D’Ussé — US$ 100 milhões

Tidal — US$ 100 milhões

Roc Nation — US$ 75 milhões

Catálogo musical — US$ 75 milhões

Coleção de arte — US$ 70 milhões

Imobiliária — US$ 50 milhões

+ sobre o tema

Comunidade quilombola Rio dos Macacos recebe ações de cidadania

A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi)...

Conceição Evaristo: A Cor dos Olhos da Minha mãe

Conceição Evaristo no Congresso de Escritoras Brasileiras em Nova...

Liberdade, igualdade, fraternidade e escravidão

A escravidão foi uma das páginas mais triste da...

Bebes Negros no Dia Internacional contra a Discriminação Racial

O padrão de beleza ditado pela mídia, principalmente em...

para lembrar

Spike Lee dirigirá suspense sobre policial afro-americano que conseguiu se infiltrar no Ku Klux Klan

Os cineastas Spike Lee (Malcolm X) e Jordan Peele (Corra!) estarão se juntando em Black...

Viola Davis vem ao Brasil para promover a estreia do filme “A Mulher Rei”

A vencedora do Oscar® Viola Davis vem ao Brasil para...

DIVERSÃO: Homer, Margie, Bart, Lisa e Maggie acabam de virar cidadãos angolanos

Fonte: Glamurama Homer, Margie, Bart, Lisa e Maggie...

Hilton Cobra retorna aos palcos com o espetáculo

"Traga-me a cabeça de Lima Barreto!" Os atores Lázaro Ramos,...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=