Jean Augustine

Jean Augustine, nascida em 9 de setembro de 1937 em St. George´s , Grenada, é uma ex-política canadense.

De 1993 a 2005 ela, filiada ao Partido Liberal, foi membro da Câmara dos Comuns do Canadá, representando o distrito de Etobicoke-Lekeshore. É ex-membro do Gabinete e ex-diretora de escola.

Ocupou o cargo de secretária parlamentar do primeiro-ministro Jean Chrétien de 1994 a 1996, e foi Ministra de Estado para o Multiculturalismo e o Status das Mulheres até 2004.

Augustine nasceu em Grenada. Antes de ingressar na política foi diretora de escola primária, em Toronto, participando do Metropolitan Separate School Board.

Integrou inúmeros conselhos, incluindo o Conselho de Governadores da Universidade York, o Conselho de Diretores do Hospital das Crianças Enfermas, o Conselho de Diretores do Instituto Donwood, o Conselho da Harbourfront Corporation, além de presidir o Conselho do Metrô de Toronto. Foi também presidente nacional do Congresso das Mulheres Negras do Canadá.

Por ocasião da eleição federal de 1993, Augustine tornou-se a primeira afro-canadense a ser eleita para o Parlamento do Canadá e, subsequentemente, a primeira mulher negra a ocupar um posto em um gabinete federal. Serviu também durante três mandatos como Presidente do Caucus Nacional das Mulheres Liberais.

Em fevereiro de 2002, Jean Augustine foi eleita presidente do Comitê Permanente de Relações Exteriores e do Comércio Internacional. Em 26 de maio de 2002 foi nomeada Secretária de Estado (Multiculturalismo) (Status das Mulheres). Em dezembro de 2003 foi reconduzida ao novo gabinete como Ministra de Estado (Multiculturalismo e Status das Mulheres). Em 2004 ocupou a posição de deputada assistente às Presidências dos Comitês, tornando-se assim a primeira afro-canadense a ocupar este tão elevado posto na Câmara dos Comuns do Canadá.

Augustine foi a presidente fundadora da Associação Canadense de Parlamentares, voltada para questões relativas à população e ao desenvolvimento, presidente do Caucus Nacional do Açúcar, Presidente do Conselho dos Parlamentares Canadenses que trabalhavam com o micro-crédito, Presidente do Grupo Parlamentar Canadá-Eslovênia e Presidente do Grupo Parlamentar Canadá-Africa.

Jean Augustine tem bacharelado em arte, mestrado em educação e é doutora honorária de direito (Universidade de Toronto).
Mediante campanhas para levantamento de fundos, Jean Augustine sustenta o Jean Augustine Scholarship Fund, que auxilia mães solteiras a prosseguir seus estudos no George Brown College.

Recebeu o prêmio Mulheres de Destaque, concedido pela Associação Cristã de Moços, o Prêmio Kaye Livingstone, o Prêmio dos Voluntários de Ontario, o Prêmio Pride Newspaper Achievement, o Premio Rubena Willis Special Recognition Award e o Prêmio Onyx, concedido pelo Lions´Club de Toronto.

No dia 28 de novembro de 2005 ela anunciou sua intenção de aposentar-se e de não se candidatar à eleição canadense de 2006. Indicou e apoiou o liberal Michael Ignatieff para sucedê-la.

Em 2007 Augustine foi nomeada pelo Governo de Ontário para se tornar a primeira Comissária da Equidade, um posto criado para advogar em favor de canadenses portadores de credenciais profissionais estrangeiras.[1]

Referências
1. ^ Augustine advogará em favor dos trabalhadores estrangeiros em Ontario. CTV News from Canadian Press (CP). 13 de março de 2007. [1]
Ligações externas
• How’d They Vote?: Jean Augustine’s voting history and quotes Como eles votariam? História dos votos de Jean Augustine e citações

Tradução e pesquisa: Carlos Eugênio Marcondes de Moura

+ sobre o tema

Coletivo de Combate ao Racismo discute empoderamento de negros e negras nas empresas

Participantes também falaram sobre ações voltadas à geração de...

“Homem não chora”

Estive pensando de onde é que vem o ditado...

Negros estrangeiros buscam Mama África paulistana

Segundo relatório da Polícia Federal de dezembro de 2013,...

para lembrar

A saga brasileira de um time de futebol haitiano

Em 2010, um terremoto devastou o Haiti, matando pelo...

Crianças no Candomblé – 21 Imagens e 21 Motivos

O Professor Dr. Sidnei Barreto Nogueira listou 21 “motivos” para...

Mulheres negras no cinema: 16 filmes que você precisa assistir

O blog Cultura em Casa convidou as cineastas Joyce...

Autores mineiros marcam protagonismo negro nesta edição da Flip

15ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) presta homenagem...
spot_imgspot_img

Brasileiro dirige único teatro negro da Alemanha

"Ainda tenho um milhão de coisas para fazer", diz Wagner Carvalho, diretor artístico do teatro Ballhaus Naunynstrasse em Berlim, poucas horas antes da estreia da noite. Wagner não...

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Coletivo Kukuru Itan realiza oficina gratuita de teatro de Nanã para idosos durante o mês de junho

Com a missão de valorizar a identificação de idosos racializados, sobretudo negros, o Coletivo Kukuru Itan criou a oficina de teatro de Nanã, que acontece durante o mês...
-+=