Jean Wyllys será o relator do “Estatuto das Famílias do Século XXI”

“Ao Estado cabe o reconhecimento formal de qualquer forma digna e amorosa de reunião familiar, independentemente de critérios de gênero, orientação sexual, consanguinidade, religiosidade ou raça”, diz o texto do Projeto de Lei que se opõe à ideia de que o núcleo familiar só pode ser considerado “a partir da união entre um homem e uma mulher”

Na Revista Fórum 

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi o escolhido pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (26), para ser o relator do Projeto de Lei 3369/2015, que institui o Estatuto das Famílias do Século XXI. De autoria do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), o projeto leva em conta a atual realidade social em relação à constituição de família e estabelece critérios mínimos para que o Estado reconheça diferentes tipos de relação.

“As famílias hoje são conformadas do AMOR, da socioafetividade, critérios verdadeiros para que as pessoas se unam e se mantenham enquanto núcleo familiar. Desse modo, ao Estado cabe o reconhecimento formal de qualquer forma digna e amorosa de reunião familiar, independentemente de critérios de gênero, orientação sexual, consanguinidade, religiosidade, raça ou qualquer outro que possa obstruir a legítima vontade de pessoas que queiram constituir-se enquanto família”, diz parte do texto do PL, que foi protocolado em 21 de outubro.

A ideia da proposta é fazer oposição ao Projeto de Lei 6.583/2013, denominado Estatuto da Família, que está em tramitação na Casa. A proposta, de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), ignora completamente uniões homoafetivas quando afirma, no texto, que o núcleo familiar só pode ser formado “a partir da união entre um homem e uma mulher”.

Foto: Lula Marques/Agência PT

+ sobre o tema

Pesquisa revela constante racismo a imigrantes no Brasil

A noção de que o Brasil é um país...

Menos de 1% dos municípios do Brasil tem só mulheres na disputa pela prefeitura

Em 39 cidades brasileiras, os eleitores já sabem que...

Prostituição e direito à saúde

Alexandre Padilha errou. Realizar campanhas de saúde pública é...

para lembrar

Câmara Municipal do Rio de Janeiro homenageia Nilcéa Freire com medalha Pedro Ernesto

Fonte: Feminismo.org - Mais importante comenda do município é concedida...

Rede Solidária

a rede Quando a pandemia do coronavírus chegou ao Brasil...

Lei Antibaixaria para a MPB também!

por: Marcos Aurélio dos Santos Souza   Estou voltando...

Mais de 13 mil pessoas de cidade baiana caem no golpe da pirâmide financeira

Promessa de dinheiro fácil levou professora a vender sua...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=