sexta-feira, janeiro 27, 2023
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalJovem promessa do ténis de mesa integra selecção para o Africano

Jovem promessa do ténis de mesa integra selecção para o Africano

Eugénio Cuquemba é a novidade entre os seis convocados para o Campeonato Africano Sénior Masculino de Ténis de Mesa, que se disputa em Yaoundé, República Unida dos Camarões, de 22 a 28 de Novembro deste ano.

O atleta do Team-Elite está a atravessar um excelente momento de forma, por isso mereceu a confiança da dupla técnica chinesa, Xinhuan e Gen Chin. Integram ainda a equipa nacional Hermenegildo Agnelo, Jackson Nazaré, Nelson Fortunato (Universidade Privada de Angola), Waldermar Cassanga e António Lemos (Anglodente).

O jovem promissor, de 16 anos, disse ao Jornal de Angola que é uma honra fazer parte dos seis atletas indicados para o Africano dos Camarões. “Estou feliz por constar dos eleitos. Pretendo justificar a confiança depositada em mim na competição”, realçou Eugénio Cuquemba.
Para José Gaspar, membro da equipa técnica nacional, a escolha dos seis atletas não é alvo de qualquer contestação. “A indicação dos seis atletas justifica-se, porque estão a atravessar um bom momento de forma. Quando assim é, só temos de felicitá-los”, disse.

No Africano de Yaoundé, Angola vai competir por equipas, pares e individuais. A direcção da Federação Angolana de Ténis de Mesa perspectivou como meta os cinco primeiros lugares. “Penso que é possível ficar entre os cinco primeiros colocados na prova. Reina a motivação no seio dos atletas”, frisou José Gaspar.

Desde que os técnicos chineses assumiram a equipa técnica nacional, os jogadores ultrapassaram algumas debilidades técnicas, como o serviço e a recepção, que “já não constituem preocupação para a equipa técnica. Estamos satisfeitos com o trabalho dos técnicos chineses”, sustentou.

José Gaspar enalteceu também o apoio da direcção da Federação aos jogadores e à equipa técnica nacional. “Tenho a louvar as condições que a direcção da federação colocou, quer à disposição dos jogadores quer da equipa técnica”. A arbitragem angolana também vai estar representada na competição, com o juiz António Cabral. Operador de som da Rádio Nacional de Angola, melhor árbitro nos Africanos de ténis de mesa realizados no passado mês de Junho, no Congo Brazzaville, espera uma vez mais dignificar a Bandeira Nacional. “ Penso, uma vez mais, fazer o melhor na competição. O objectivo é não defraudar”, assegurou António Cabral “Tony Jan”.

Fonte: Jornal de Angola

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench