Justiça condena estudantes de medicina a pagar R$ 30 mil a auxiliar de serviços por ‘tapetada’

Agressores terão de pagar R$ 30 mil a auxiliar de serviços atingido na avenida Francisco Junqueira

A Justiça de Ribeirão Preto condenou três estudantes universitários de medicina a pagarem R$ 30 mil de indenização por danos morais ao auxiliar de serviços Geraldo Garcia que há dois anos foi vítima de uma tapetada quando estava a caminho do trabalho, de bicicleta, na avenida Francisco Junqueira.

No ano passado, na esfera criminal, eles foram condenados a prestar três meses de serviços a comunidade pela agressão.

Os estudantes Abrahão Afiune Júnior, Emilio Pechulo Ederson e Felipe Grion Trevisan terão que pagar R$ 10 mil, cada um, ao auxiliar de serviços. Eles já recorreram da sentença.

O advogado de Geraldo Garcia, vítima de injúria racial, também não ficou feliz com a decisão judicial e quer uma pena maior. “Vamos recorrer porque consideramos que o valor é baixo e não tem efeito intimidatório. Além do mais, eles têm um alto poder aquisitivo e precisam entender a gravidade do ato que fizeram”, diz Eduardo Silveira Martins, advogado de Geraldo.

Tapetada

Os três estudantes agrediram Geraldo Garcia com uma tapetada nas costas que o fizeram cair no solo. Mesmo ferido e assustado, Geraldo ouviu os xingamentos dos rapazes. “Eles gritaram “seu nego” e comemoraram quando eu caí”, afirmou em entrevista realizada na época.

Após ser agredido, Geraldo foi ajudado pelos funcionários de um posto de combustíveis que presenciaram o fato. Além de ajudá-lo, eles perseguiram os estudantes e conseguiram prendê-los.

A Polícia Militar foi chamada e os jovens foram presos acusados de racismo, crime inafiançável.

Doze horas depois todos estavam soltos graças a uma decisão do juiz Ricardo Braga Monte Serrat que apoiado no parecer do Ministério Público entendeu que o caso era de injúria qualificada e não racismo e permitia fiança. Eles pagaram R$ 5.080 cada e foram liberados.

Fonte: Jornal da Cidade

+ sobre o tema

População em situação de rua aumenta 17 vezes em São Paulo

Entre dezembro de 2012 e dezembro de 2023, o...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe...

Por que ser antirracista é tão importante na luta contra a opressão racial?

O Laboratório de Estudos de Gênero e História, da...

Caixa lança edital de concurso com 3,2 mil vagas para técnicos

A Caixa Econômica Federal publicou nesta quinta-feira (22), no...

para lembrar

ITÁLIA: Kadhafi pede 5 mil milhões de euros à UE para evitar “Europa negra”

O líder líbio, Moammar Kadhafi, deixou hoje Itália...

A rede sueca H&M é acusada de racismo após anúncio com menino negro

A rede de fast fashion sueca H&M se envolveu...

EUA: todos os jogadores de Futebol Americano admitem terem sofrido racismo

Uma pesquisa com os jogadores de Liga Nacional de...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=