Justiça do Ceará condenou um supermercado a pagar indenização de R$ 10 mil por danos morais a uma cabeleireira vítima de racismo

OMAR JACOB

A justiça do Ceará condenou um supermercado a pagar indenização de R$ 10 mil por danos morais a uma cabeleireira vítima de racismo e falsa acusação de furto. A decisão foi tomada na última quarta-feira pela 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará.
De acordo com o processo, “em dezembro de 2004, depois de pagar por produtos adquiridos no supermercado, a cliente foi abordada pelo caixa. Ele tomou a sacola, espalhou as mercadorias no balcão e, gritando, chamou a cabeleireira de ‘negra’ e a acusou de furto diante de várias pessoas”.

No dia seguinte, a cabeleireira, que sofre de hipertensão, passou mal e faltou ao trabalho por três dias. A mulher entrou na Justiça contra o estabelecimento e, em primeira instância, o supermercado havia sido condenado a pagar R$ 30 mil pelo constrangimento.
A empresa recorreu ao Tribunal de Justiça e o desembargador Francisco Suenon Bastos Mota concluiu que a quantia “atende ambos os efeitos: tanto repara o dando sofrido, como mantém o caráter pedagógico da condenação, dissuadindo a repetição desse reprovável comportamento”.

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Um compromisso contra o racismo nas Américas, um impulso pelos direitos das mulheres negras no Brasil

A recente notícia da ratificação da Convenção Interamericana contra...

Bolivianos marcham contra racismo e discriminação

O centro de La Paz foi cenário, nesta...

Madureira Pede o Fim do Extermínio da Juventude Negra

Na noite de sábado, 28 de novembro, um carro...

para lembrar

Racismo é burrice: Entrevista da professora doutora Cândida Soares

por Rose Domingues A música do cantor Gabriel...

Yuri Marçal denuncia caso de racismo em carro de aplicativo

O humorista carioca Yuri Marçal denunciou na noite desta terça-feira um...

Racismo à brasileira por Milla Carolina

É foda ser preto O mais foda é quando roubam...
spot_imgspot_img

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...
-+=