Lázaro Ramos, Taís Araujo,Erika Hilton e Gil do Vigor: Veja quem são os brasileiros afrodescendentes mais influentes do mundo

Enviado por / FonteTV Cultura

Lista das 100 pessoas de descendência africana com mais influência mundial conta com 11 brasileiros

Nesta terça-feira (5), foi divulgada pelo MIPAD a lista das 100 pessoas de descendência africana mais influentes do mundo. O levantamento deste ano, apoiado pela ONU, tem 11 brasileiros entre os nomes.

Na categoria “Política e Governança”, a vereadora mais votada de São Paulo e primeira mulher trans eleita para o cargo, Erika Hilton foi a única política brasileira lembrada entre as 100 pessoas.

“Uma honra sem tamanho para mim esse reconhecimento, sendo eu uma jovem mulher, travesti, vinda de uma pequena cidade periférica e com a trajetória de vida que eu tenho”, publicou a parlamentar em suas redes sociais.

Na parte de “Edição Criativa”, na categoria “TV e Filme”, o casal de atores Taís Araujo e Lázaro Ramos foram citados. Nas categorias de “Música” e “Mídia” a cantora Margareth Menezes e a jornalista e âncora Luciana Barreto também foram lembradas respectivamente.

Já na categoria “Negócios e Empreendedorismo”, mais uma mulher brasileira foi mencionada, a criadora do AfroGooglersChristiane Silva Pinto. O AfroGooglers é um comitê de igualdade racial do Google Brasil. A criação da organização aumentou o número de pessoas negras nos espaços da empresa no país.

Três brasileiros aparecem na categoria “Mídia e Cultura”, são eles, o influenciador digital Ad Júnior, a cineasta e documentarista Claudia Alves e o economista e celebridade Gil do Vigor.

“Ter esse tipo de reconhecimento pela MIPAD significa muito pra mim e pro meu povo. É um passo enorme para nossa representação pois é o prêmio de maior reconhecimento da ONU ao povo preto. Eu não tenho nem palavras para expressar como eu me sinto nesse momento”, agradeceu o ex-reality show no Instagram.

Na categoria “Humanitarismo, ativismo e religiosidade” o Fundador e CEO da ONG de desenvolvimento social “Gerando Falcões”, Edu Lyra e a cineasta Viviane Ferreira.

“Nunca é tarde para relembrar que esse, sem sombra de dúvidas, é um reconhecimento por ações desenvolvidas no campo do audiovisual com a contribuição de muitas outras pessoas”, declarou Viviane em uma postagem.

+ sobre o tema

Consciência negra é desrespeitada por Vereadores

Câmara de Vereadores de Campina Grande rejeita feriado para...

Michelle Obama anima crianças em reality show

Michelle Obama se divertiu bastante enquanto gravava participação no...

“Animafro” abre série de curtas de animação sobre mitos da cultura afro-brasileira

Pré-estreia do filme de Célia Harumi Seki será nesta...

Encontrada no Peru escultura de Aleijadinho

Obra é a 1ª do artista achada fora do...

para lembrar

Chelsea tenta renovar com Drogba, mas revista diz que atacante vai sair

Herói do título da Champions, marfinense já teria comunicado...

Lançamento do livro Ajeum – o sabor das Deusas

O Coletivo Mulheres de Ori e o Ilê Asé...

Wyclef Jean deve se candidatar a presidente do Haiti, diz ex-deputado

Ex-presidente da Câmara dos Deputados disse formar coligação com...

Série Hawaii Five-0 encontra seu novo governador

O elenco da série "Hawaii Five-0" ganhou mais um...
spot_imgspot_img

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...
-+=