Leci Brandão cria grito de guerra para pré-candidatura de Netinho

Entre as manifestações de apoio à pré-candidatura do vereador, a artista empolgou a plateia presente na Conferência Municipal de São Paulo, durante o final de semana. Confira lista dos membros eleitos para a direção municipal.

“O povo tem vontade, o povo tem direito. Alô, São Paulo, Netinho pra prefeito”. Com esse refrão a deputada estadual Leci Brandão reforçou o coro em defesa da pré-candidatura de Netinho de Paula à prefeitura da capital paulista, no ato político ocorrido sábado, na Conferência Municipal 2011 do PCdoB.

A deputada estadual afirmou, em entrevista ao Vermelho momentos antes do ato político, que a expectativa em torno da campanha é grande e que o momento é decisivo para a cidade. “Um homem que teve 7,5 milhões de votos em são Paulo (para senador), vai conseguir mais um pouco. A gente precisa ter a cara do povo na prefeitura de são Paulo”, declarou Leci.

Ainda sobre as eleições 2012, a parlamentar contou que vem apoiando candidaturas de mulheres. Ela lembrou que faltam representações femininas e que, por isso, é preciso ter foco no empoderamento da mulher. “Conseguimos eleger uma presidenta, mas precisamos ter mais deputadas federais e estaduais, prefeitas, vereadoras, senadoras. Precisamos ousar mais”, afirmou.

Para ela os partidos políticos deveriam dar mais espaço para as candidaturas. Em sua avaliação, além do machismo presente na sociedade, a falta de recursos financeiros é um dos limitadores da participação feminina. “As que decidem entrar para a política geralmente são mais humildes, vêm das bases populares, das populações negras, sem terras, dos povos indígenas”, acrescentou.

Atuação parlamentar

A parlamentar protocolou 10 projetos durante os quatro meses de atuação. Entre eles o que amplia Lei 10.948, que dispõe sobre as penalidades a serem aplicadas à prática de discriminação em razão de orientação sexual. Ela sugere que as vítimas de preconceito residentes nas periferias e no interior do Estado acompanhem os processos mais próximas de suas casas, não precisando mais deslocar-se para a região central da Capital para acompanhar o processo.

Recentemente, foi convidada a integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ensino Superior Privado, instalada em junho. “Então estamos mexendo em um vespeiro. Por isso, tenho recebido muito apoio da UJS (União da Juventude Socialista), que tem me orientado, me dado subsídio”, disse.

Nos 36 anos de carreira como sambista, deu voz a causa negra. Foi a primeira mulher a participar da ala de compositores da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira e é a segunda a ocupar o cargo de deputada na Assembléia Legislativa de São Paulo pelo partido

Nova diretoria

Os delegados presentes no evento aprovaram o projeto político, elegeram nova diretoria municipal (51 menbros) e mais de 150 nomes da bancada da Capital para a Conferência Estadual. Na primeira reunião da nova direção, que ocorreu logo depois da conferência, Wander Geraldo foi reeleito presidente.

Confira diretoria eleita na Conferência Municipal de São Paulo 2011:

Ademilson Galdino- Dedi

Alberto Saraiva

Alcides Araújo dos Santos

Ana Flavia Marques

André Cintra Silva

Antonio Donizete

Antonio Pedro de Sousa

Arnaldo Bispo

Camilla Ribeiro Lima

Cesar Amaral

Claudia Rodrigues

Claudio Aparecido Cobos

Cristiane Batista de Oliveira

Cristina Resende

Donizete Cunha Felipe

Douglas Antonio

Edenilda Neves – Nilda

Edmundo Ferreira Fontes

Edna Maria

Eduardo Debrassi – Dudu

Eliana de Lima

Emeval Dalat

Gilmar Tadeu

Gregório Poço

Ivan Lima

Jairo José Junior

Jamil Murad

Jaqueline (Centro)

Josafá Caldas de Oliveira

José Carlos Cardoso (Tisiu)

José Carlos Souza (Negrão)

José de Paula Neto (Netinho)

Joselito de Souza Lima

Laís Gouveia

Luciene Rosa Balisa

Marcia Saraiva de Oliveira

Marcia Viotto

Marco Aurelio

Cesar Amaral

Oswaldinho Lemos

Ricardo dos Reis

Roberto de Almeida – Beto

Rovilson Portela

Sheila Gonçalves de Oliveira

Tobias da Vai-Vai

Vagner Nascimento (Guiné)

Valéria Leão Ramos

Valmira Luzia da Silva

Vandré Fernandes Barros

Wagner de Almeida

Wander Geraldo da Silva

Fonte: Vermelho

+ sobre o tema

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país...

Taxação dos super-ricos tem que ser encarada de frente, diz Neca Setubal

Maria Alice Setubal diz que não saiu ilesa daquele 2014....

Salário menor na advocacia é mais frequente entre mulheres e negros

A proporção de advogados na menor faixa salarial da...

para lembrar

Polícia Federal abre investigação sobre espionagem feita pelos EUA

Inquérito foi aberto nesta segunda por determinação do Ministério...

Nei Lopes – Brasil é “altamente preconceituoso, racista e excludente”

O Brasil é uma sociedade "altamente preconceituosa, racista e...

Ano novo! Vida nova? – Por: Cidinha da Silva

Um cheiro repugnante de bolor toma conta dos primeiros...

Insegurança alimentar na infância afeta desenvolvimento socioeconômico do país

Com os R$ 150 que sobram após pagar as contas, Brenda Ketlin, 24, consegue comprar pão, arroz e feijão. Essa se tornou a base...

Lei que implantou escola cívico-militar em SP fere modelo educacional previsto na Constituição, diz PFDC

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão do Ministério Público Federal (MPF), alerta que a lei do estado de São Paulo que...

Ação enviada ao STF pede inconstitucionalidade de escolas cívico-militares em SP

Promotores e defensores públicos encaminharam ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (5) um pedido para tornar inconstitucional a lei estadual que criou as...
-+=