‘Levou o que merece’, diz policial militar de MS em publicação de mulher vítima de violência doméstica

Comentário causou revolta entre internautas. No vídeo publicado em uma rede social, vítima pedia ajuda e dizia ter medo de morrer.

O comentário de um policial de militar de Mato Grosso do Sul causou revolta na internet. Na publicação de uma mulher que pedia ajuda e dizia ter medo de morrer devido às agressões do ex-mardido, o PM disse que a vítima ‘levou o que merece’.

Além disso, Fábio Machado argumentou que era ‘papo furado de mulher’, porque ‘elas sempre provocam e querem medir força’. O militar ainda fez uma segunda postagem, dizendo que apoia ‘a legítima defesa da honra para o esposo’.

Comentários que causaram revolta (Foto: Reprodução TV Morena)

O comentário foi feito em um grupo de vendas on-line que tem 294 mil participantes, onde o vídeo foi parar devido aos milhares de compartilhamentos que teve. A vítima é uma promotora de vendas que mora em Volta Redonda (RJ).

O comando da Polícia Militar do estado emitiu uma nota dizendo que já instaurou procedimento para apurar a conduta do PM. A corporação afirmou, ainda, que não aceita atos de violência, que desrespeitem os direitos humanos e nem ato de preconceito de gênero.

“Eu entendo que é num sentido, tipo, que o homem não tivesse controle sobre a própria ira. Sobre o próprio corpo. Então ele se torna um ser irracional e comete tudo aquilo que ele queira fazer porque o corpo dele não tem controle”, explicou à TV Morena uma psicanalista especializada em famílias com histórico de violência.

Policial apontado como responsável pela publicação (Foto: Reprodução TV Morena)

+ sobre o tema

Quatro mulheres negras à frente de pesquisas sobre a covid-19

A professora e pesquisadora da Universidade Federal Fluminense (UFF)...

“Aquele encontro afro causou uma revolução em minha vida”- afirma Alisson, caixa de supermercado.

Manhã de segunda-feira, após  me examinar, minuciosamente,o  caixa do...

Marcha das Vadias tem tumulto em frente a igreja em Copacabana

Uma das manifestantes tirou camisa no pátio da igreja,...

Loja Renner é acusada de transfobia

Pelo Facebook, uma transexual relatou o constrangimento que passou...

para lembrar

Pílulas de Discernimento: em gratidão aos feminismos

Na minha coluna mais recente aqui para o Catarinas discorri sobre...

Os bilhetinhos aos pés da santa que protege as mulheres

Em 1º de setembro, o papa Francisco deu permissão,...

Raiva e esperança na terra dos feminicídios

De Veracruz, o estado mexicano que registra mais casos...
spot_imgspot_img

CNJ pede explicações a juízas sobre decisões que negaram aborto legal

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta sexta-feira (12) intimar duas magistradas do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) a prestarem esclarecimentos sobre...

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...
-+=