Luiz Fux chega ao STF defendendo cotas raciais e terras quilombolas

Após nomeação pela Presidenta Dilma Rousseff, Luiz Fux foi sabatinado e aprovado, ontem, 9 de fevereiro,  pelo Senado Federal. Com 57 anos de idade e 29 de magistratura, ele será o 11º Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Durante a sabatina, Luiz Fux defendeu o sistema de cotas raciais, afirmando que “as ações afirmativas evitam a institucionalização das desigualdades. Não basta afirmar que todos são iguais perante a lei”.

Também foi do novo ministro do STF, a autoria do voto que influenciou a decisão para o reconhecimento das comunidades remanescentes de quilombos no Brasil, a partir da 1° Turma de Ministros do STJ. Em 17 de dezembro de 2009, o Tribunal pronunciou-se pela primeira vez sobre o reconhecimento da comunidade da Ilha da Marambaia/RJ como remanescente de quilombos.

 

No STF, Luiz Fux participará do julgamento sobre a constitucionalidade das cotas raciais na Universidade de Brasília (UnB) e do julgamento da Ação Declatória de Incostitucionalidade (ADIN) referente ao Decreto 4887/2003, que regulamenta a titulação e o registro de territórios quilombolas no Brasil.

 

 

 

Por Comunicação Social, com portal Racismo Ambiental

+ sobre o tema

Duas médicas explicam porque aceitaram o Mais Médicos

Duas médicas do grupo de 45 profissionais que passará...

Fármaco brasileiro mostra bons resultados contra anemia falciforme

Por Karina Toledo Agência FAPESP – Um fármaco...

Maria da Ilha, um retrato da catarinense Antonieta de Barros em crônicas

Professora e política, ela também fundou jornais e escreveu...

Vamos para onde os brasileiros não vão, diz cubano vaiado por médicos

Um dos médicos cubanos vaiados na noite de...

para lembrar

Zumbi é homenageado em cavalgada pela liberdade

Doze horas a cavalo pelas serras da Barriga...

ONU aprova Década do Afrodescendente a partir de 2013

Luciano Nascimento Repórter da Agência Brasil Brasília - O ano de...

HILTON COBRA – Novo Presidente da Fundação Palmares

Hilton Cobra, é o novo  presidente da Fundação Cultural...

Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana

A íntegra da política já está disponível para download. Lançado...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=