segunda-feira, novembro 28, 2022
InícioSem categoriaFundo Brasil recebe inscrições até 28 de fevereiro

Fundo Brasil recebe inscrições até 28 de fevereiro

Organizações da sociedade civil e indivíduos que atuam no combate à discriminação e/ou à violência institucional têm até o final deste mês para remeter projetos ao Fundo Brasil de Direitos Humanos. As inscrições do Edital 2011 encerram-se no próximo dia 28 de fevereiro. A fundação vai apoiar iniciativas voltadas à defesa e promoção de direitos humanos em todo país.

Entende-se por violência institucional qualquer forma de violação a direitos humanos promovida por instituições oficiais, suas delegações ou empresas. Nessa linha, o Fundo Brasil prioriza projetos que tenham como foco combater a super exploração do trabalho, trabalho escravo e trabalho infantil; a violência policial, de milícias ou esquadrões da morte; tortura e execuções; não acesso a terra e território; não democratização do acesso à justiça; violação de direitos socioambientais; criminalização de organizações e movimentos sociais; e a violência contra defensores de direitos humanos.

Já as propostas que envolvem discriminação podem estar relacionadas à dificuldade de acesso a serviços públicos, às questões de gênero, raça, etnia, orientação sexual e/ou em razão de condição econômica.

Os projetos propostos podem receber entre R$ 10 mil a R$ 25 mil, cada, totalizando um repasse de R$ 800 mil que começa a ser feito no segundo semestre deste ano. E o Fundo Brasil não apóia projetos de organizações governamentais, universidades, organizações internacionais, partidos políticos e empresas.

Fundo Brasil – No total, desde 2007, foram investidos pelo Fundo Brasil R$ 2,6 milhões em 108 projetos selecionados. A proposta de cada um deles, bem como o Edital 2011, podem ser conferidos no site: www.fundodireitoshumanos.org.br

No Sudeste, foram 25 iniciativas apoiadas. Seguem exemplos.: São Paulo: .‘Projeto de Lei de reconhecimento do território e defesa dos direitos dos povos e comunidades tradicionais de Cananéia – Uma iniciativa popular’, da Associação Rede Cananéia, apoiada em 2010

‘As mães de maio da democracia brasileira – cinco anos dos crimes de maio de 2006: Verdade e justiça, ontem e hoje!’, da organização Mães de Maio, em 2010.

Rio de Janeiro: .‘Beijo na rua: Ampliando a comunicação entre prostitutas e com o restante da sociedade’, da Davida – Prostituição, Direitos Civis, Saúde.

.‘O reconhecimento Quilombola como um caminho para o acesso aos direitos e à democratização racial’, da Associação de Remanescentes de Quilombos da Ilha da Marambaia (Arqimar).

Espírito Santo: ‘Agronegócio, discriminação e violação dos direitos quilombolas no Espírito Santo’, da Associação dos produtores pró-desenvolvimento de Linharinho, em 2008.

. ‘Campanha Estadual Contra o Extermínio da Juventude Negra’, do Fórum Estadual da Juventude Negra do Espírito Santo – Fejunes, em 2008 e 2009.

Minas Gerais: ‘Direitos Humanos e saúde: Um olhar da mulher negra’, do Nzinga – Coletivo de Mulheres Negras de Belo Horizonte, em 2007.

.‘Futuro Além das Grades: como respeito e Inclusão Social – Contra o direito da força, a força do direito’, da Casa Palmares, em 2007.

.‘Refugiados e Cidadania’, do Centro de Defesa dos Direitos Humanos dos Refugiados (CEDHUR), em 2008.

Fonte: Portal Fator Brasil

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench