Mamadou Ba: “É curioso que a extrema-direita se apresente agora do lado da comunidade negra”

Frases como “Mamadou Ba e o Quaresma que falem sobre a trivela” chegaram ao conhecimento do responsável do SOS Racismo. Quando questionado porque razão não comentou os incidentes, responde que não vai “entrar neste lamaçal, porque a extrema-direita quer aproveitar-se deste incidente para criar animosidade entre as comunidades negras e ciganas”.

“Já reparou que as pessoas que me acusam nas redes sociais de não ter reagido são as mesmas que me criticaram por ter defendido as populações negras no Bairro Jamaica?”, questiona.
“A maior parte das reacções nas redes sociais que tenho visto, e me têm mostrado, é da extrema-direita. E é até curioso e caricato que a extrema-direita se transforme na defensora das comunidades negras, quando é a primeira a enxovalhar as comunidades negras.”

Mamadou Ba rejeita a violência do passado domingo, quando uma desavença entre elementos das duas comunidades acabou com um desfecho trágico: um morto – um homem de 35 anos – e um ferido grave, com 50.

O incidente está a ser investigado pela Polícia Judiciária. Mamadou Ba pede justiça, embora reconheça não saber “se este é um crime racista”.

“Mas é dado e adquirido que, se alguém cometeu um crime, independentemente da cor da pele, tem de responder pelos crimes que cometeu”, acrescenta.

O líder do SOS racismo admite que o incidente do passado domingo “deixa sempre marcas” e, por isso, lança o apelo “às comunidades negras e ciganas” no sentido que que “não podem transformar-se em inimigas mútuas, porque se há comunidades que são fustigadas pela discriminação são estas duas. ao longo da história. no nosso país”,

“Do mesmo modo que as comunidades não podem elas mesmas aplicar a violência de que se queixam quanto à sociedade maioritária”, completa Ba.

+ sobre o tema

Herbie Hancock é nomeado professor de poesia na Universidade Harvard

  O pianista e lenda do jazz Herbie Hancock foi...

Maju causa ciumeira nos bastidores da Globo

Maria Júlia Coutinho, 37, a Maju, não é uma...

30 Rare Portraits of African American Life in 1900

Many American students have been taught about the landmark...

Malcolm X. A voz rouca dos guetos

Em uma manhã fria de novembro de 1929, homens...

para lembrar

Cantor cubano Francisco Fellove morre aos 89 anos

  O cantor de origem cubana Francisco Fellove, contemporâneo de...

Documentário mostra dedicação de Abdias Nascimento na militância pelos direitos dos negros

Documentação mostra dedicação de Abdias Nascimento na militância pelos...

TERREMOTO HAITI: Evento com celebridades arrecada US$ 57 milhões para o Haiti

Os organizadores do evento "Hope for Haiti Now", que...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=