Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Em nota, o governador do estado disse que todas as pessoas que foram atingidas já voltaram para casa e a situação está controlada.

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram emergência no Maranhão devido às fortes chuvas que atingem todo o estado. A informação foi confirmada pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil em nota ao Correio, nesta quinta-feira (9/5). No município de Santa Inês foi decretado estado de calamidade pública. 

Em nota, o governador do estado Carlos Brandão afirmou que todas as famílias que estavam desabrigadas já retornaram para casa e que a assistência necessária tem sido prestada às vitimas pela Defesa Civil. “Este ano, as dificuldades estão abaixo do que já passamos, também em decorrência da força-tarefa preventiva realizada para contenção de danos. Tranquilizamos a todos e garantimos que o nosso trabalho em unidade com os municípios continuará para que possíveis situações extremas sejam contornadas de forma célere”, afirmou Carlos Brandão. 

Em nota, o governador do estado Carlos Brandão afirmou que todas as famílias que estavam desabrigadas já retornaram para casa e que a assistência necessária tem sido prestada às vitimas pela Defesa Civil. “Este ano, as dificuldades estão abaixo do que já passamos, também em decorrência da força-tarefa preventiva realizada para contenção de danos. Tranquilizamos a todos e garantimos que o nosso trabalho em unidade com os municípios continuará para que possíveis situações extremas sejam contornadas de forma célere”, afirmou Carlos Brandão. 

Em nota, o governador do estado Carlos Brandão afirmou que todas as famílias que estavam desabrigadas já retornaram para casa e que a assistência necessária tem sido prestada às vitimas pela Defesa Civil. “Este ano, as dificuldades estão abaixo do que já passamos, também em decorrência da força-tarefa preventiva realizada para contenção de danos. Tranquilizamos a todos e garantimos que o nosso trabalho em unidade com os municípios continuará para que possíveis situações extremas sejam contornadas de forma célere”, afirmou Carlos Brandão. 

A Defesa Civil ainda reforça que, em casos de chuvas intensas, a população mantenha distância segura de trechos afetados ou em que o solo esteja encharcado — o que aumenta o risco de desmoronamentos e deslizamentos. Em casos de alagamentos, a população deve procurar um lugar seguro e acionar o serviço de emergência pelo 193.

+ sobre o tema

Aprovado no Senado, PL dos planos de adaptação esboça reação a boiadas do Congresso

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (15/05)...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

Brasil e EUA retomam plano contra discriminação étnico-racial

Brasil e Estados Unidos (EUA) retomaram, nesta quarta-feira (3),...

A Opinião Pública sempre tem razão? Sobre o apoio popular à Intervenção militar no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – Muitas pessoas têm afirmado a importância...

Quanto vale a dignidade humana?

Os gastos da Prefeitura por cada animal que foi...

‘O Estado destruiu a minha família’

Livre-docente da USP, Roberto da Silva fala sobre período...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=