Maratona de vestibulares em São Paulo começa no domingo e vai até janeiro

Muitos farão prova em fins de semana seguidos; única pausa será no Natal.
Recomendação é dosar o ritmo de estudos de acordo com o cansaço.

 

Daniel Sousa Maia vai fazer provas em cinco finais de semana seguidos (Foto: Raul Zito/G1)

Fonte: G1

A primeira fase do vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp) no próximo domingo (8) inaugura a temporada dos principais processos seletivos no estado de São Paulo. Para muitos estudantes, serão vários dias confinados em salas fazendo provas que definirão seus futuros. Se o candidato for aprovado para as segundas fases, a maratona de exames vai se estender por nove finais de semana quase consecutivos -a única pausa será no Natal.
Em seguida à prova da Unesp, serão aplicados os exames da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Fuvest, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) e da PUC-SP, Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e as segundas fases da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Unesp.

Isso sem contar os dias da semana ocupados pelos vestibulares da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). E, logo no primeiro domingo de 2010, já começa a segunda fase da Fuvest e, no fim de semana seguinte, será a vez do início da segunda etapa da Unicamp.
O estudante Daniel dos Santos Sousa Maia, 18 anos, respira fundo para enfrentar o que vem pela frente. Assim como muitos colegas, ele fará vários vestibulares para não desperdiçar nenhuma chance.
“Vou prestar para medicina na Unesp, Unifesp, Unicamp e UFSCar. Na Fuvest, vou tentar enfermagem. Além disso, vou fazer o Enem e um vestibulinho para um curso técnico”. Vão ser cinco finais seguidos. Se for aprovado para as segundas fases, serão mais quatro finais de semana.
Para agüentar o ritmo, Daniel pretende diminuir um pouco o número de horas na frente das apostilas. “Irei todos os dias ao cursinho, mas talvez fique menos horas estudando à tarde. E quero aproveitar os sábados, vésperas das provas, para descansar”, afirma.

Orientação

A recomendação geral é que os estudantes aproveitem os dias em que não terão provas para estudar, mas não existe rotina ideal que se aplique para todos, segundo especialistas. “Cada um tem o seu ritmo e sabe o seu limite. Quando o cansaço bater, a melhor solução é dar uma volta, fazer outra coisa, um esporte, para conseguir voltar aos livros e garantir um bom rendimento”, avalia Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do Curso e Colégio Objetivo.
As vésperas devem ser destinadas ao descanso ou lazer e para visitar o local de prova. “Nada de balada no dia anterior às provas. O candidato deve estar descansado. Ele tem que aproveitar para ir até onde fará a prova para conhecer o caminho e não se atrasar”, afirma Alberto Francisco do Nascimento, um dos coordenadores do Anglo. “Da mesma forma, também não vale a pena passar a noite estudando. O vestibulando tem que ter confiança em si mesmo e tentar dar o seu melhor no dia das provas.”
Manter uma alimentação equilibrada e dormir bem, em horários determinados, também são dicas importantes, sugere a professora Vera Lúcia. “Não se deve comer nada de diferente um dia antes do vestibular. Uma vez, uma menina foi para a praia na véspera da Fuvest, comeu algo que lhe fez mal e quase perdeu o vestibular”, relembra.

 

+ sobre o tema

“Monteiro Lobato usava a literatura para promover o racismo”, afirma escritora Ana Maria Gonçalves

O apresentador Marcelo Tas conversa com a escritora Ana Maria Gonçalves no Provoca desta terça-feira...

Seduc-SP oferece cursos de inglês, espanhol, Libras e mais

Os Centros de Estudos de Línguas da Secretaria da Educação...

para lembrar

Livres do racismo…por Jean Mello

Tempestade de ideias sobre o que penso acerca de...

CNPq publica edital para incentivar meninas na carreira de ciências exatas

VANDERLAN BOLZANI, VICE-PRESIDENTE DA SBPC, E THEREZA CRISTINA DE...

Programa de Pós-Graduação em Direito disponibiliza vagas voltadas a indígenas e a quilombolas

O Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal...

Cotas raciais: Ministério Público emite recomendação ao Ifes

Segundo o órgão, regra teria sido desrespeitada no concurso...
spot_imgspot_img

Geledés Retoma Roda de Diálogos com Meninas Negras em 2024 para fortalecer trajetórias educacionais

Geledés - Instituto da Mulher Negra retomou a iniciativa da Rodas de Diálogos com Meninas Negras em 2024, que vem se desenvolvendo desde 2023,...

Estratégias de Promoção da Equidade Racial e de Gênero na Educação Básica

No dia 05 de junho de 2024, das 09h00 às 18h00, Geledés - Instituto da Mulher Negra realizará em sua sede, o seminário "Estratégias...

“Monteiro Lobato usava a literatura para promover o racismo”, afirma escritora Ana Maria Gonçalves

O apresentador Marcelo Tas conversa com a escritora Ana Maria Gonçalves no Provoca desta terça-feira (28). Monteiro Lobato é pauta do programa. Tas pergunta sobre o impacto das obras dele em diversas...
-+=