Menina de apenas seis anos já menstrua e família luta por tratamento na Bahia

Custo do remédio é de R$ 700 mensal e criança depende da Secretaria de Saúde

Uma menina em Salvador sofre com uma doença hormonal, a puberdade precoce, que acelera o desenvolvimento do organismo. Com apenas seis anos, a criança já menstrua.

A criança precisa tomar medicação até os 12 anos. O uso tem que ser contínuo para não ter problemas de crescimento. Para compra o remédio na rede particular, a família teria que desembolsar R$ 700 pelo genérico que duraria apenas 30 dias.

Como o custo é muito alto, a família luta há dois meses para conseguir a medicação com Secretaria de Saúde do Estado.

O medo da avó, Teresinha Costa, é que com a interrupção do tratamento, quando a menina voltar a tomar o remédio ele não faça mais efeito.

A médica, Betania Toralis, explica que se a doença não for tratada avança a idade óssea, e vai ser um adulto de estatura muito baixa, vai perder estatura.

Além disso, o desenvolvimento precoce em uma criança que não está preparada psicologicamente também traz toda uma problemática.

Fonte: R7

+ sobre o tema

“Estou cansada de pessoas questionando minha competência profissional porque sou negra”

A Dayane me enviou sua revolta. Um verdadeiro manifesto...

Como exercer uma paternidade ativa?

Um pai presente, comprometido e carinhoso influencia positivamente no...

Inversão de valores: A denúncia de abuso sexual em escola do Rio

Mais um absurdo aconteceu nestas últimas semanas no Rio de...

No RJ, decisão judicial garante que 96 trans e não binários atualizem o RG

O Núcleo de Defesa dos Direitos Homoafetivos e Diversidade...

para lembrar

HQ: Meninas em Jogo

Durante três meses, nossa equipe de repórter e quadrinista...

Médico é condenado a 130 anos de prisão por estupro durante exames

Casos ocorreram entre setembro de 2014 a janeiro de...

Contra STF, juiz goiano cancela união estável de casal gay

O primeiro casal gay de Goiânia a registrar sua...
spot_imgspot_img

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...

Meninas negras de até 13 anos são maiores vítimas de estupro no Brasil; crime cresceu 91,5% em 13 anos

O número de estupros no Brasil cresceu e atingiu mais um recorde. Em 2023, foram 83.988 casos registrados, um aumento de 6,5% em relação ao ano anterior....

Eugênio Bucci, Marilena Chaui e Sueli Carneiro são finalistas do Prêmio Jabuti Acadêmico; confira a lista completa

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou, nesta quinta-feira (18), os finalistas do Prêmio Jabuti Acadêmico, que contempla obras científicas em 29 categorias, como Artes,...
-+=