Menino protagoniza comercial da Barbie pela primeira vez desde criação de boneca

Carrinhos são brinquedos para meninos e bonecas são brinquedos para meninas, certo? Quem disse? Bem, por mais que não haja nada oficial especificando estas definições de gênero, as pessoas crescem “amarradas” a estereótipos como estes. Por isso é que o novo comercial da boneca mais famosa do mundo, a Barbie, está dando o que falar.

Do Catraca Livre

Desde que foi criada em 1959, a boneca sempre apareceu em comerciais e propagandas em revistas na companhia de meninas. Mas agora, um vídeo de divulgação da parceria feita entre a Mattel e a grife Moschino, inova ao quebrar o senso comum adicionando um menino na equação.

As imagens mostram crianças – duas meninas e um menino – falando sobre a boneca que está vestida com peças da marca italiana da cabeça aos pés. “Barbie Moschino, tão poderosa!”, diz o garotinho.

Assista!

A Mattel tem adotado uma postura inovadora em suas propagandas. Um outro comercial veiculado recentemente apostou em uma estratégia feminista e inovadora para divulgar a boneca Barbie nos Estados Unidos. Na nova campanha ‘Imagine The Possibilities’ (‘Imagine as possibilidades’, em português), a nova linha dos brinquedos aparece em situações reais como professoras, paleontólogas, treinadoras de futebol americano, veterinárias e empresária.

Ao final da propaganda, uma mensagem diz que quando uma menina brinca com Barbie, imagina tudo que pode se tornar. A ideia é mudar a imagem de futilidade da boneca, associada mais a salões de beleza e shoppings centers do que laboratórios e escritórios.

+ sobre o tema

Cinco vantagens da camisinha feminina que nem todo mundo conhece

Ela já existe desde 1980, mas foi de uns...

“Não sou morena nem mulata. Sou negra”, diz Camila Pitanga

Em vídeo da campanha "Eles por Elas", uma iniciativa...

Homens, saiamos do armário

Depois de tantos encontros significativos nesta Semana da Mulher,...

para lembrar

Sobre como minha mãe me ensinou consciência racial – Por: Dulci Lima

Não me lembro de nenhum momento da vida em...

Nós por nós: Mulheres negras, mães e faveladas

Nos aproximamos das 100 mil mortes em menos de...

Sou ateia, mas rezei: Uma história de violência sexual e direito ao aborto

Homens que possuem espaço na mídia foram instigados a...

Mãe de adolescente que cometeu suicídio após ser estuprada divulga carta da filha

O caso da adolescente Cassidy Trevan, que cometeu suicídio...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=