“Minha mãe, Virginia Silva, uma preta gari de profissão,agora tem uma filha vereadora”-diz Bruna Rodrigues, a vereadora, em Porto Alegre

Enviado por / FonteCada Minuto

Bruna Silva Rodrigues é uma mulher preta porto-alegrense, tem curso  superior e 33 anos.

Bruna começou a trabalhar,desde os sete anos, varrendo a feira da Vila Cruzeiro, área periférica de Porto Alegre e , por conta de uma remoção perdeu o teto que morava.

Na pesquisa de índice de desenvolvimento humano (IDH) Porto Alegre é considerada a capital mais racista do país.

A mãe da Bruna, a Virginia Silva trabalha, como gari, no Departamento Municipal de Limpeza Urbana, da Prefeitura de Porto Alegre.  

Constituída por uma maioria branca,o fenômeno da segregação racial, na cidade  é um componente social muito presente.

No último dia 15 de novembro, Bruna Rodrigues concorreu e venceu a campanha para vereadora,  pelo PCdoB, em Porto Alegre-RS.

Foi a  décima primeira mais votada, e foi  em sua  comunidade, a Vila Cruzeiro que obteve  votação massiva.

Já eleita a vereadora diz:”Não temos escola de ensino médio, nem técnica na Cruzeiro. Vou brigar pela reabertura da unidade educacional na qual eu estudei, me formei e que pode ensinar muitos jovens como eu. Se hoje sou estudante da universidade federal é porque aquela escola me fez comprometida com a educação”

A vitória de Bruna Rodrigues, legitimada pela periferia preta, em uma capital hegemonicamente branca, é mais do que uma mera vitória nas urnas, é o resultado de uma luta secular, contra a opressão colonial e o apartheid diário.

Bruna Silva Rodrigues,a preta, filha da gari  elegeu-se vereadora,com histórias de luta! Em Porto Alegre..

Viva Bruna!

Salve, Virginia da Silva!

 

+ sobre o tema

para lembrar

Participação das mulheres negras na política é tema de seminário

As mulheres cada vez mais assumem o papel de...

SP: Colaboradora de candidata trans é agredida com mordidas na Av. Paulista

Patrícia Borges, mulher trans e colaboradora da candidata à...

Evangélicos se unem em coalizão contra Bolsonaro

Nós, que somos evangélicos e nos identificamos com uma leitura bíblica...
spot_imgspot_img

Brasil quer levar desigualdade e impostos para a mesa de discussão do G20

O governo brasileiro pretende levar para a mesa de discussão do G20 os efeitos da desigualdade e sua relação como a política econômica e...

Primeira mulher trans a liderar bancada no Congresso, Erika Hilton diz que vai negociar ‘de igual para igual’

A deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) foi aclamada nesta quarta-feira como líder da bancada da federação PSOL-Rede, que hoje conta com 14 deputados, se tornando a...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=