Missão brasileira participa de homenagens a Samora Marchel em Maputo-Moçambique

A comitiva brasileira, em missão na África desde segunda, está sob o comando da presidenta Dilma Rousseff, que visita três países do continente africano, acompanhada da ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, e dos ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores), e Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior)

O primeiro presidente moçambicano, Samora Machel, foi homenageado hoje (19), na Praça dos Heróis, em Maputo, numa cerimônia que contou com a participação da ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros. A ministra integra comitiva brasileira em missão na África desde a última segunda, sob comando da presidenta, Dilma Rousseff. Considerado “pai da nação moçambicana” por ter proclamado a independência de Moçambique, Marchel morreu há 25 anos num desastre aéreo na localidade sul-africana de Mbuzini.

A missão brasileira permanece até amanhã (20), em Maputo (Moçambique) e Luanda (Angola), retornando a Brasília no final da tarde.

Hoje, a presidenta Dilma Rousseff e sua comitiva mantém conversações com o seu homólogo moçambicano, Armando Guebuza, e participa de um encontro com investidores brasileiros. Ontem, a agenda esteve voltada para a 5ª Cúpula do Fórum de Diálogo do Ibas (Índia, Brasil e África do Sul), países que despontam na comunidade internacional por avanços sociais e pelo crescimento econômico. Na reunião, os chefes de Estado dos três países reafirmaram o compromisso de continuarem trabalhando na perspectiva de mudança na composição do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A Cúpula teve como destaque a participação do Fórum de Mulheres, que atua na perspectiva de influenciar o grupo de trabalho do Ibas a pensar programas e políticas direcionados ao empoderamento das mulheres. Para a ministra Luiza Bairros, o diferencial do Fórum está na sua composição, por ser integrado por mulheres no poder e na sociedade civil, que querem levar a Cúpula a constituir uma instância em caráter oficial, com maior capacidade de interferência sobre as decisões e o diálogo do Ibas.

África do Sul

Sobre a reunião bilateral ocorrida ontem, entre os presidentes Dilma Rousseff e Jacob Zuma, da África do Sul, a ministra destacou o reforço ao convite para a participação do líder africano no AfroXXI – Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes, que acontecerá em Salvador, de 16 a 19 de novembro.

“O presidente mostrou-se bastante entusiasmado e enfatizou a importância da parceria entre os dois países na luta contra o racismo”, declarou Luiza Bairros, que relembrou a participação do Brasil no combate ao apartheid. Adotado de 1948 a 1994 por sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, o apartheid foi um regime de segregação racial no qual os direitos da grande maioria dos habitantes eram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.

O presidente Zuma aproveitou a ocasião para reforçar o pedido de envolvimento do Brasil nas comemorações pelos 100 anos do Congresso Nacional Africano (CNA), em 2012. O partido foi responsável pela luta contra o regime do apartheid, que negava aos negros da África do Sul direitos políticos, sociais e econômicos.

Principal representante do movimento antiapartheid, Nelson Mandela foi presidente do CNA (1995-1990) e primeiro presidente negro da África do Sul (1994-1999). Respeitado internacionalmente por sua luta em prol da reconciliação interna e externa, Mandela foi a principal liderança africana na transição do regime de minoria no comando, o apartheid.

Fonte: Seppir

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

PSDB orienta candidatos regionais a pedir voto para Serra na TV

Por: Marcela Rocha   Presidente do PSDB e...

Hortas orgânicas ganham espaço em favelas cariocas

As produções orgânicas dos quintais e hortas dos morros...

Homens armados sequestram mais meninas na Nigéria

Oito adolescentes com idades entre 12 e 15 anos...

Homossexual brasileiro obtém asilo nos EUA após alegar perseguição

Por: JANAINA LAGE   Governo americano aceita o pedido de pessoas...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=