Morte de Pelé é destaque principal nos maiores jornais do mundo

Enviado por / FonteDa BBC

A morte de Pelé nesta quinta-feira (29/12), aos 82 anos, ganhou amplo destaque nos sites dos principais jornais e veículos de imprensa do mundo, com textos relembrando fatos da história pessoal e profissional do brasileiro e elencando vultuosos números — como o recorde de mais de 1.280 gols já marcados e a conquista de três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970).

O site principal da BBC, em inglês, logo colocou na manchete e no topo da página notícias sobre a morte. O texto principal, assinado pela BBC Sport, afirma que Pelé é “possivelmente o maior jogador” que já existiu. O site noticioso da BBC, a BBC News, também manchetou e destacou várias matérias no topo da página sobre Pelé, incluindo uma live sobre a morte, com transmissão ao vivo de pequenos textos.

Foto: REPRODUÇÃO

Também britânico, o Guardian igualmente destacou a notícia da morte e a história de Pelé na manchete e no topo do site, assim como o The Sun, cuja página ficou repleta de textos sobre o brasileiro e exibiu como manchete “The king is dead” (“O rei está morto”).

Foto: REPRODUÇÃO
Foto: REPRODUÇÃO

Já o americano The New York Times abriu uma seção, abaixo da manchete, destacando três textos sobre o brasileiro e uma pequena galeria de fotos com registros da vida dele. O texto principal afirma em um trecho: “Um herói nacional no seu Brasil de nascença, Pelé era amado ao redor do mundo — pelos muito pobres, entre os quais ele foi criado; pelos muito ricos, em cujos círculos ele transitava; e por qualquer um que o visse jogar.”

Foto: REPRODUÇÃO

Segundo a matéria, Pelé “ajudou a popularizar o esporte nos Estados Unidos”.

Foto: REPRODUÇÃO

O Washington Post, sediado na capital americana, também destacou a morte logo abaixo de sua manchete principal, publicando textos analíticos, uma galeria de fotos e um vídeo com imagens de arquivo do Rei do Futebol.

O principal jornal da Argentina, o Clarín, destacou a morte na manchete do site, afirmando que Pelé foi “a primeira grande estrela mundial do futebol”: “Morreu Pelé, a primeira grande estrela mundial do futebol”. O subtítulo da matéria principal, um longo texto assinado pelo jornalista Luis Vinker, afirma que Pelé foi “grande entre os grandes”.

Foto: REPRODUÇÃO

“Para alguns, foi o maior de todos (e não só no futebol, mas no conjunto de todos os esportes). Por si só, já seria arriscado citá-lo como ‘o maior jogador de futebol’ — Maradona, Cruyff e Messi, o recente campeão mundial, querem se sentar no mesmo trono —, e a outra comparação é impossível. Nesse ponto, a discussão seria interminável”, diz o texto do Clarín.

A matéria afirma que, além da “imensidade” como atleta, Pelé foi o primeiro jogador que “se transformou em uma personalidade total, global”, tornando-se “o personagem, ao menos desportivo, mais famoso do mundo”.

Do grupo Clarín, o jornal esportivo Diário Olé inundou sua página com matérias sobre Pelé, afirmando na manchete: “Dor mundial: morreu Pelé”.

Foto: REPRODUÇÃO

O Jornal de Angola, o principal diário do maior país lusófono da África, destacou no topo de seu site uma sequência de quatro matérias sobre Pelé, três delas destacando as reações de Neymar, Ronaldo Fenômeno e o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à notícia do falecimento.

Portais de redes importantes, como a CNN e o site em inglês da Al Jazeera, igualmente destacaram a morte do Rei do Futebol na manchete.

+ sobre o tema

Fundação Cultural Palmares expressa pesar pela morte de Solimar Carneiro, fundadora do Geledés

A Fundação Cultural Palmares expressa profundo pesar pela morte...

Lançamento da Campanha de Promoção da Identidade Negra na Paraíba

Fonte: Lista Discriminação Racial - A Bamidelê -...

para lembrar

Registro sobre o falecimento José Alves Bittencourt – LUA

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Senadores. É com tristeza que informo...

Coletivo Negro estreia Revolver – Um Experimento Cênico – Entrada Franca

O Coletivo Negro, grupo de pesquisa cênico-poético-racial que se...

Winnie Mandela, militante sul-africana contra o apartheid, morre aos 81 anos

Winnie Madikizela-Mandela, militante sul-africana que lutou contra o apartheid,...

Marie Selika Williams

Em 1878 o soprano Marie Selika Williams, conhecida como...
spot_imgspot_img

Festival literário propõe amor e diversidade como antídotos ao extremismo

O Festival Literário Internacional de Paracatu - Fliparacatu - vai colocar no centro do debate o amor, a literatura e a diversidade como pilares...

Oito em cada dez quilombolas vivem com saneamento básico precário

De cada dez quilombolas no país, praticamente oito vivem em lares com saneamento básico precário ou ausente. São 1,048 milhão de pessoas que moram...

O atleta negro brasileiro que enfrentou o nazismo nas Olimpíadas de 1936

A poucos dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, em uma Europa cada vez mais temerosa com a agenda política de forças alinhadas...
-+=