Movimentos lançam campanha de criação de cartazes feministas e anti-imperialistas

Movimento Capire em parceria com a Marcha Mundial de Mulheres lançaram no Brasil na última semana a campanha “Feminismo Anti-Imperialista para mudar o mundo”. A ação faz parte de articulações internacionalistas feitas por meio da Assembleia Internacional dos Povos e da Jornada Internacional de Luta Anti-Imperialista.

O chamado para a criação de cartazes convoca mulheres do mundo todo que estão na linha de frente das resistências contra o imperialismo para colocarem em movimento suas criatividades.

O envio das artes será aceito até o dia 15 de abril e as inscrições são feitas a partir do preenchimento deste formulário. Os cartazes, que podem ser de autoria individual ou coletiva, devem ter tamanho A3 e estar em alta resolução (300dpi).

Confira o vídeo de lançamento da campanha, que foi editado em português, espanhol, inglês, francês e árabe.

No dia 1 de maio, Dia Internacional das Trabalhadoras e dos Trabalhadores, será lançada no site do Capire uma galeria virtual feminista com os cartazes selecionados, que podem ser confeccionados a partir de ilustrações, fotografias e colagens.

As organizadoras estarão atentas aos critérios de diversidade regional e serão priorizados cartazes que retratem a diversidade e a coletividade das mulheres em ação.

Na nota de lançamento da campanha elas reafirmam que “o feminismo é rebelde e irreverente. Cria e recria símbolos, junto com as alternativas para uma sociedade em que a sustentabilidade da vida sejam o centro, com base na igualdade, na solidariedade, na liberdade, na justiça e na paz. Nomeadas de formas diversas, essas são algumas das lutas fundamentais para o feminismo que queremos retratar nos cartazes”.

Para mais informações acesse o site www.capiremov.org.

 

 

+ sobre o tema

‘Sexo frágil’ – será?

Para início de conversa esse rótulo está ultrapassado. Em...

BA empossa 1ª transexual no serviço público do Estado

O transexual Paulo César dos Santos, de 25 anos,...

Índias levam bandeiras feministas às aldeias e assumem dianteira do movimento

Nascidas em aldeias indígenas no Acre, Letícia Yawanawá, 49...

para lembrar

Morre aos 83 anos a intelectual Rose Marie Muraro

Com um câncer na medula óssea, a escritora e...

Feministas manifestam expectativas com reeleição de Dilma Rousseff

Quando às 20h30 deste domingo (26) foi anunciada oficialmente...

Olha o Carnaval feminista aí, gente!

Minha carne é de Carnaval e meu coração é...

Feminismo pode começar na infância

Uma experiência como instrutora de guitarra no Girls Rock...
spot_imgspot_img

Angela Davis completa 80 anos como ícone marxista e antirracista

A obra de Angela Davis, 80, uma das mais importantes intelectuais do campo do pensamento crítico, se populariza a passos largos no Brasil, país...

Morre Nalu Faria, símbolo da luta feminista no Brasil

Faleceu nesta sexta-feira (6) a militante feminista Nalu Faria, uma das mais importantes figuras da militância nacional, coordenadora da Marcha Mundial das Mulheres e integrantes...

Os feminismos favelados inscritos nos corpos das mulheres da Maré

Andreza Jorge cresceu em Nova Holanda, dentro do maior e mais populoso conjunto de favelas do Rio de Janeiro: o Complexo da Maré. De...
-+=