Movimentos sociais pedem reabertura de centro de atendimento à mulher na Baixada

O Centro Integrado de Atendimento à Mulher (Ciam), referência para atendimento de mulheres em situação de violência na Baixada Fluminense, está no meio de um impasse. Fechado desde novembro, o espaço, no Bairro da Luz, em Nova Iguaçu, hoje é ocupado pela ONG Fama — como informou a coluna ExtraVip, de Alberto Aquino — mas está sendo reivindicado por movimentos sociais para a volta das atividades do Ciam.

Por Cíntia Cruz, do Extra 

Integrantes do Fórum Regional de Direitos das Mulheres da Baixada Fluminense querem reabertura do espaço Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

— Se a ocupação da ONG não estivesse aqui, estaríamos fazendo a mesma coisa. Queremos a reabertura do prédio, dos serviços, das políticas públicas — explicou Giordana Moreira, integrante do Fórum Regional de Direitos das Mulheres da Baixada Fluminense.

O fórum se reuniu com a Coordenadoria de Mulheres de Nova Iguaçu, o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim), a Defensoria Pública, a deputada federal Jandira Feghali, o grupo Fama e a Comissão de Direitos da Mulher da Alerj, na última sexta-feira, na Prefeitura de Nova Iguaçu. No encontro, o vice-prefeito Ferreirinha (PCdoB) se comprometeu a realocar a ONG em outro espaço, caso o Ciam volte a funcionar no Bairro da Luz.

Giordana Moreira, integrante do Fórum Regional de Direitos das Mulheres da Baixada Fluminense, quer a reabertura do espaço Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Com o fechamento oficial do prédio no em novembro, o local virou ponto de consumo de drogas. Voluntários e profissionais da ONG Fama revitalizaram o prédio e o entorno.

— Fizemos instalação elétrica e hidráulica, colocamos porta, fechaduras, vaso, piso, capinamos o mato, pintamos o espaço, envolvendo a população — explica o presidente da ONG, Alexandre Gomes.

Atualmente, o grupo oferece cursos gratuitos de teatro, danças, maquiagem artística, modelo e estética. Além dos 373 integrantes do Fama, há 85 novos alunos, todos moradores do bairro.

— Estamos do mesmo lado delas. Se vier pedido oficial, vamos desocupar. Vamos ficar até que tudo se resolva — ressaltou Alexandre, que rebatizou o local de Centro de Integração das Artes Múltiplas.

Artistas da ONG Fama reformaram e revitalizaram o espaço, oferecendo cursos gratuitos à população Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo / 18/06/2018

O Ciam foi inaugurado em 2008. Enquanto funcionava, eram oferecidos atendimentos psicológico, social e jurídico a mulheres vítimas de violência. No espaço, que contava com um auditório, havia capacitação profissional.

Desde o ano passado, porém, o atendimento é realizado numa sala, no anexo da 58ª DP (Posse).

— Esse atendimento era acolhedor. Quando você retira o atendimento daqui e coloca num lugar que não foi pensado para isso, afasta essas mulheres — explica Ana Carolina Almeida, do Fórum Regional de Direitos das Mulheres da Baixada Fluminense.

Segundo o fórum, em janeiro de 2014 foram destinados R$ 750 mil para a reforma do Ciam e, em 2015, os recursos estavam disponíveis na Secretaria de Estado de Fazenda. Mas o processo licitatório foi suspenso e não há informações sobre o destino da verba.

Procurada, a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, através da Subsecretaria de Políticas para Mulheres, disse que “não houve interrupção do atendimento oferecido pelo Ciam” e que, desde novembro de 2017, “o centro funciona na Av. Henrique Duque Estrada Mayer 149, Alto Posse”. A pasta também afirmou que a escolha do novo espaço ocorreu “visando atender às diretrizes específicas para o funcionamento dos Ciams e possibilitar, dessa forma, o atendimento adequado”. Não se pronunciou, contudo, sobre o dinheiro reclamado pelo fórum.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB), que esteve na reunião, disse que vai cobrar informações ao estado:

— O governo tem que dar conta desse recurso: o valor total, para onde foi e onde foi usado. Vou requerer reunião com a secretaria.

A Prefeitura de Nova Iguaçu informou, em nota, que o imóvel não pertence ao município. Segundo a administração, “caso o Governo do Estado reocupe as instalações obrigando a saída dos integrantes do projeto Fama do prédio, a prefeitura vai analisar o que poderá ser feito, uma vez que o município passa por uma grave crise financeira, deixada pela gestão passada”.

A nota também diz que o serviço de capina é feito periodicamente na região, que atende toda a extensão da Rua Bernardino de Mello, e que hoje terá uma equipe no local.

 

+ sobre o tema

Advogada de ‘caminho sem curvas’ defende ativismo e negros no Judiciário

A baiana do interior não sabia o que era...

Jurema da Silva

Destaque como mulher negra na política brasileira, Jurema da...

Zika e direito ao aborto

Interrupção da gravidez como opção de mulheres atingidas pelo...

Comentaristas esportivos: respeitem Serena Willians

A campeã do tênis transcende a visão de mundo...

para lembrar

23 cientistas negras que mudaram o mundo

Mulheres que merecem toda nossa admiração. Por Anjali Patel Do Buzzfeed 1. Alice...

A chave das mulheres

Força de trabalho extremamente relevante, as mulheres do campo...

Mulheres e negros na linha de frente da disputa por representatividade

As eleições 2018 estão sendo históricas. Para além do...

Nicole Bahls, Gerald Thomas e Rehtaeh Parsons: as diversas nuances da cultura do estupro

Texto de Liliane Gusmão com a colaboração de Deh Capella e Iara...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=