Mulher é presa por injúria racial em Montes Claros

Segundo a Polícia Civil, a vítima procurou pela delegacia e relatou que uma cliente teria dito 'Ave Maria desse povo preto' ao perceber que iria ser atendida por ela. Defesa afirmou que mulher nega ter dito palavras agressivas ou em tom de injúria.

397
Portal Geledés

Uma mulher, de 45 anos, foi presa por injúria racial em Montes Claros nesta quarta-feira (17). Segundo a delegada da Polícia Civil, Maria Angélica Almeida Prado, a vítima procurou pela delegacia e contou sobre os fatos.

“Essa vítima é vendedora em uma loja de roupas no Centro da cidade e nos relatou que atendeu uma cliente e foi injuriada com palavras discriminatórias em relação a ela ser negra.”

A delegada fala ainda que a vítima contou que a cliente chegou no estabelecimento pedindo a troca de uma peça para a gerente.

“A gerente solicitou que ela atendesse a cliente e, nesse momento, quando a cliente percebeu que seria atendida pela vítima, ela proferiu os seguintes dizeres: ‘Ave Maria desse povo preto’, uma fala muito forte.”

Após ser acionada pela vítima, uma equipe da Polícia Civil foi ao local e fez a prisão em flagrante da mulher.

“Ela vai ser autuada em flagrante pelo cometimento do crime de injúria racial, vai ser encaminhada ao sistema prisional e ficará disposição da Justiça. A gente recorda que o crime de injúria racial é equiparado ao racismo, por expressa previsão na nossa Constituição é um crime imprescritível, inafiançável e que deve ter a pena cumprida em regime de reclusão”, destaca a delegada.

O que diz a defesa

Por telefone, a defesa informou que a mulher nega ter dito palavras agressivas ou em tom de injúria. Disse ainda que as pessoas que estavam no local não relatam ter ouvido o que a suposta vítima disse ter escutado, que apenas a viram chorando e apresentando nervosismo.

PortugueseEnglishSpanishGermanFrench