Multidão protesta na Itália contra fascismo e racismo

Cortejo ocorre em Macerata, onde jovem atirou em negros

Foto: DW / Deutsche Welle

A cidade de Macerata, na Itália, foi palco de um cortejo antifascista e antinazista neste sábado (10), em solidariedade às três pessoas feridas pelo jovem Luca Traini há uma semana. Com apenas 41 mil habitantes, o município localizado na região de Marche, no centro do país, reuniu uma multidão de vários cantos da Itália. Para evitar confrontos, as autoridades blindaram toda a cidade, reforçando os esquemas de segurança, além de suspenderem aulas e interromperem os serviços de transporte público. O prefeito de Macerata, Romano Carancini, autorizou a manifestação e demosntrou apoio, mas disse acreditar que “não era o momento certo”, já que o clima de tensão está elevado na cidade desde o tiroteio. “Com o coração, estarei nas ruas hoje. Mas, por coerência, reconheço que a cidade precisa respirar”, comentou. No último dia 3 de fevereiro, o jovem italiano Luca Traini disparou aleatoriamente contra imigrantes negros em Macerata.

Ele justificou o ato como uma vingança pelo assassinato da também jovem Pamela Mastropietro, que foi encontrada morta e desmembrada em malas. Os principais suspeitos do crime são nigerianos, o que inflamou os ânimos de Traini, que tem ligação com a extrema-direita italiana. As autoridades prenderam três suspeitos de envolvimento na morte de Pamela: Innocent Oseghale, Desmond Lucky e um outro jovem de 29 anos, detido na estação de Milão ontem.

O ministro do Interior da Itália, Marco Minniti, que é da legenda governista de centro-esquerda Partido Democrático (PD), fez apelos contra o fascismo e o nazismo. “Não tem nenhuma razão que possa justificar um ato criminal de um criminoso. O único ponto de conexão entre as vítimas era a cor da pele, o que faz toda essa história ser inaceitável”, disse. “O fascismo na Itália morreu para sempre e não deixou uma lembrança boa ao nosso povo”, completou. (ANSA)

+ sobre o tema

Waack e o Pretismo

Waack bateu nos petistas o quanto quis. mas com os...

Haddad sanciona lei que permite excluir nomes de militares de ruas de SP

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

para lembrar

Audiência discute cotas para negros no serviço público

No mês da Consciência Negra, a Assembléia Legislativa de...

Movimento Negro de Pernambuco comemora 35 anos discutindo importância das cotas

Foto: Tânia Rego / Acervo Agência Brasil O movimento negro...

Tempo de festas , tempo de racismo

Ano novo. Na praia com dois amigos brancos, cantando...

Legalização dos jogos e cassinos: Sou a favor!

por Sérgio Martins para o Portal Geledés Na minha família...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=