Não Estamos Bem – A saúde mental da pessoa negra

Projeto Não Estamos Bem discute como o racismo afeta o cotidiano de pessoas negras no Brasil

Enviado para o Portal Geledés pelo  projeto Não Estamos Bem

Com o objetivo de expor os danos causados à saúde mental por conta do racismo e acolher pessoas negras neuroatípicas ou não, o projeto colaborativo Não Estamos Bem surge com uma proposta transmidiática, no qual os meios fortalecem uns aos outros e complementam a mensagem que chega ao receptor que, neste caso, é a pessoa negra.

De acordo com Naira Évine, idealizadora do projeto, lidar com uma saúde mental quase inexistente, silenciada, invisibilizada e, por diversas vezes, enlouquecida, resume sua própria história. Em certo momento, quando percebeu que não estava sozinha, que tudo que passou — e ainda passa — é mais comum do que imaginava, passou a se sentir acalentada. Naira ainda acrescenta que a população negra não só morre no sentido literal, mas também vivencia a experiência de morrer e ter que sobreviver cotidianamente. Pela vontade de reverter essa invisibilização, desmistificar preconceitos, debater sobre o tema e ouvir e entender uns aos outros sem medo de que menosprezem suas dores, Naira contou com parceiras e parceiros de diversos estados que abraçaram a causa com muito amor e entrega.

Diante disso, o Não Estamos Bem pretende tornar visível a discussão sobre racismo, através da rede de desabafo, onde serão aceitos textos de pessoas negras que buscam um espaço seguro para desabafar, a produção de uma web série no Youtube e, posteriormente, um documentário sobre o mesmo tema.

No site (http://naoestamosbem.wix.com/naoestamosbem), que já está no ar, podem ser conferidos textos jornalísticos, poemas, ensaios, experiências, como também artigos, livros e materiais sobre saúde mental, racismo e o impacto do racismo na saúde mental das pessoas negras. A web série, que está em fase de pré-produção, discutirá o tema com abordagens mais especificas e com recortes de classe, gênero, sexualidade, entre outros. Por fim, o produto final será um documentário falando sobre o tema e o projeto com pessoas de diversos tipos e lugares Brasil afora.

Para saber mais, acesse:

Site do projeto: http://naoestamosbem.wix.com/naoestamosbem

Página no Facebook: https://www.facebook.com/naoestamosbem

+ sobre o tema

Fatima Oliveira – Um dilema brasileiro: a Saúde da Mulher na encruzilhada

Como espaço de concertação e definição de rumos, chegou...

Política Nacional de Saúde Integral da População Negra

Política Nacional de Saúde Integral da População Negra SECRETARIA EXECUTIVA...

MP investiga denúncia de tráfico de órgãos na USP

Ricardo Senra O Ministério Público de São Paulo está investigando...

“Todos os meus amigos morreram do meu lado ” disse sobrevivente do virus ebola

Por:Sandy Iuke Medeiros No último dia 22 de julho, o...

para lembrar

Fatima Oliveira – Um dilema brasileiro: a Saúde da Mulher na encruzilhada

Como espaço de concertação e definição de rumos, chegou...

Ministério da Saúde apresenta a Carta dos Direitos dos Usuários em Saúde

A Carta dos Direitos dos Usuários em Saúde foi...

SUS: perspectiva integral e acesso universal e igualitário – Por: Fátima Oliveira

As demandas de atenção à saúde em um país...

Aborto não é questão de opinião: um artigo da escritora Clara Averbuck

Publicado no site Lugar de Mulher. A autora, Clara...
spot_imgspot_img

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com maior registro de casos prováveis de dengue em 2024 no Brasil. Os dados são do painel de...

Fiocruz alerta para aumento da taxa de suicídio entre criança e jovem

A taxa de suicídio entre jovens cresceu 6% por ano no Brasil entre 2011 a 2022, enquanto as taxas de notificações por autolesões na...

Sobrecarga pode fazer com que mães solo enfrentem transtornos de saúde mental

"Eu sentia muita taquicardia e tinha medo de tudo. Me vinham aquelas crises e eu não conseguia entender o que era. Naquela época, saúde...
-+=