No Dia da Mulher, museu recebe exposição com mais de 60 exemplares da Barbie negra

Enviado por / FonteDo G1

Exposição ficará disponível entre esta terça-feira (8) e 30 de março, no Museu Histórico Paulo Setúbal, em Tatuí (SP). Dona da coleção de bonecas diz que a ideia é reforçar a imagem da mulher negra em todos os espaços.

Um museu em Tatuí, no interior de São Paulo, recebe uma exposição gratuita com mais de 60 exemplares raros da Barbie negra a partir desta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher.

Segundo a prefeitura, a coleção inclui o exemplar original da primeira Barbie negra lançada no mundo, em 1980, e várias outras versões limitadas da boneca.

A dona das bonecas é a jornalista Rafaele Breves, que começou a coleção em 2017 e tem um canal no YouTube para discutir sobre a diversidade no mundo dos brinquedos.

No Dia da Mulher, museu recebe exposição com mais de 60 exemplares da Barbie negra em Tatuí (Foto: Rafaele Breves/Divulgação)

De acordo com ela, o objetivo da exposição é atingir o público de todas as idades, mas com foco em crianças e adolescentes, e “reforçar a imagem da mulher negra em todos os espaços”.

“Muitas meninas negras se esqueceram do quanto eram especiais porque eram muito raras as bonecas negras no Brasil. Sem essa referência, não se reconheciam, era como um espelho defeituoso. Aos poucos, o mercado de brinquedos passou a perceber a importância de um catálogo mais diverso”, afirma.

Entre os destaques da exposição, estão modelos que enfatizam o continente africano, como a Barbie Nigéria e Barbie Quênia; a Barbie Brasil, que representa a Bahia, e bonecas em homenagem a grandes mulheres, como Rosa Parks e Maya Angelou.

Bonecas negras fazem parte de exposição do Dia da Mulher em Tatuí (Foto: Rafaele Breves/Divulgação)

Serviço

A abertura da exposição “Barbie Negra– O poder da representatividade” será nesta terça-feira (8), às 19h30, com uma roda de conversa sobre o tema “Mulheres e suas pluralidades”.

As bonecas vão ficar em Tatuí até o dia 30 de março e poderão ser vistas de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” fica localizado na Praça Manoel Guedes, 98, no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3251-4969 ou pelo e-mail [email protected].

+ sobre o tema

Homicídios de negras crescem enquanto os de brancas caem

Mapa da Violência aponta alta de 54% nas mortes...

Campanha para eleição à reitoria da Uneb tem chapa liderada por uma doutora negra

Campanha para eleição à reitoria da Uneb tem chapa...

PLP 2.0 – Aplicativo para coibir a violência contra a mulher

 Em evento promovido sexta-feira (22) pela Coordenadoria Estadual da Mulher...

Seis mulheres são vítimas de feminicídio a cada hora no mundo, diz ONU

Relatório indicou que 58% de todos os assassinatos em...

para lembrar

Ministério Público abre inquérito sobre ‘sexualização’ de MC Melody

O Ministério Público de São Paulo abriu nesta quinta-feira...

Contra STF, juiz goiano cancela união estável de casal gay

O primeiro casal gay de Goiânia a registrar sua...

Proteção à saúde e à vida das mulheres como direito

Sempre que os serviços de saúde são atacados em...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=