Novo RG é emitido por 12 estados do Brasil; saiba quais e como obter o documento

Enviado por / FonteO Globo

São Paulo, Bahia e Mato Grosso do Sul e outros 11 estados têm mais dois meses para se adequarem a norma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou, nesta segunda-feira, o decreto que prorroga por mais 30 dias o prazo para que estados passem a emitir o novo modelo da Carteira de Identidade Nacional. Com a determinação, a data limite para que os 26 estados e o Distrito Federal comecem a emitir o documento passa a ser 11 de janeiro de 2024.

Atualmente, 12 unidades da federação emitem o novo documento: Acre, Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os outros 14 estados têm mais dois meses para se adequarem a norma.

A mudança de prazo para o início da emissão atende a um pedido dos estados. Segundo o Ministério da Gestão e Inovação, o Brasil alcançou a marca de dois milhões de emissões da nova Carteira de Identidade Nacional, que usa o CPF como número único. A novidade possibilita a melhora em cadastros administrativos e o fortalecimento de verificações das Forças de Segurança Pública.

Uma mudança importante provocada pelo novo documento é o fim de uma carteira de identidade por estado. O documento passa a ser nacional e também será disponibilizado em formato digital. Desta forma, a administração pública consegue reduzir a quantidade de fraudes e simplificar os cadastros. De acordo com o Ministério de Gestão e Inovação, a diminuição destes crimes por má identificação só na previdência federal pode gerar uma redução de gastos de mais de R$ 7 bilhões de reais.

Quais estados ainda não emitem o novo RG?

  • Amapá
  • Bahia
  • Ceará
  • Espírito Santo
  • Mato Grosso do Sul
  • Pará
  • Paraíba
  • Paraná
  • Rio Grande do Norte
  • Rondônia
  • Roraima
  • Sergipe
  • Tocantins
  • São Paulo

O que muda?

O Ministério de Gestão e Inovação anunciou, em maio, que a nova carteira de identidade terá duas mudanças em relação às normas definidas durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O documento não terá o campo “sexo” nem a distinção entre “nome” e “nome social”.

A Carteira de Identidade Nacional segue o que está disposto na Lei nº 14.534/2023, sancionada por Lula, que determina o CPF como número único e suficiente para identificação do cidadão nos bancos de dados de serviços públicos. Com a implementação da nova identidade, o brasileiro passa a adotar apenas o CPF como número identificador.

Como emitir o documento?

A antiga carteira de identidade só será válida até 28 de fevereiro de 2032. Para a emitir o novo documento, a população deve procurar a Secretaria de Segurança Pública do estado onde deseja ser atendido.

Para obter a nova identidade, o requerente precisa apresentar a certidão de nascimento ou de casamento em formato físico ou digital. A nova CIN será expedida em papel de segurança, além do formato digital. A primeira via da CIN e as renovações, em papel e em formato digital pelo aplicativo GOV.BR, são gratuitas, de acordo com a Lei 7.116/83. A segunda via, porém, é paga e a taxa varia de estado para estado. Se o cidadão quiser o documento em policarbonato, haverá cobrança.

+ sobre o tema

Detenção de Mano Brown exemplifica a mensagem de Cores e Valores

Pedro Paulo Soares Pereira, 44 anos, também conhecido como...

Rede criada na França reúne brasileiros que se sentem ameaçados pelo governo Bolsonaro

Grupo criado em Paris reúne acadêmicos, estudantes e representantes...

Últimas tropas de combate dos EUA deixam o Iraque

Segundo redes americanas, tropas deixam o país em direção...

Não é fácil aparecer

Por Fernanda Pompeu As TICs - Tecnologias da...

para lembrar

O Brasil está irremediavelmente perdido

Não em termos econômicos, porque por um lado a...

Entidades terão encontro com parlamentares dos EUA para tratar de risco de golpe no Brasil

Uma comitiva de representantes de entidades civis do Brasil...

Movimento negro cobra maior representatividade sob Lula

Para falar sobre as expectativas do movimento negro frente...

Ministério da Saúde revoga portaria sobre aborto e medidas que contrariam diretrizes do SUS

O Ministério da Saúde publicou, nesta segunda-feira (16), a revogação de...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Gibi, 85 anos: a história da revista de nome racista que se transformou em sinônimo de HQ no Brasil

Um dicionário de português brasileiro hoje certamente trará a definição de gibi como “nome dado às revistas em quadrinhos” — ou algo parecido com isso....

Governo confirma prorrogação do Desenrola até 20 de maio

O Governo Federal anunciou extensão do prazo para participação no Programa Desenrola Brasil, iniciativa para ajudar pessoas físicas com dívidas a "limpar o nome". Pessoas...
-+=