O pelourinho improvisado: O racismo e seus tentáculos no seculo XXI

Dia 2 de fevereiro, dia de Iemanjá. Enquanto o samba acontecia na Pedra do Sal, a poucos quilômetros dali, no bairro do Flamengo, puseram um negro nu preso pelo pescoço num pelourinho improvisado. Ele estava assaltando pessoas (ou foi o que disse quem publicou a foto). Pra servir de exemplo aos pretos ladrões. Recentemente, um caso semelhante aconteceu na praia.

Esse jovem não estava na Pedra do Sal ouvindo a alta poesia da música negra, tomando cerveja e conversando com seus amigos sobre o trabalho do mestrado não porque tenha um delírio malévolo de assaltar pessoas, fruto de uma natureza mais maligna ou menos humana que qualquer pessoa, mas porque não existe espaço objetivo pra dignidade e felicidade de todos no projeto capitalista, racista e violento de país que dirige o Brasil. Sem entender isso, não se entende nada e, facilmente, até mesmo sem perceber, se cai no colo dos fascistas.

Não existe vacina política histórica, nada está garantido e nada está assegurado; a humanidade se reinventa todos os dias. Repúdio absoluto e urgência de responder isso à altura. Não pode deixar naturalizar de jeito nenhum. Peço a todos que façam chegar a todas as organizações políticas, mandatos, movimentos e entidades democráticas de que tenham conhecimento.

 

 

Fonte: Controversia

+ sobre o tema

Nota Pública | Ação violenta e desproporcional

Conectas cobra investigação em ação do Exército que matou...

EUA: estudantes organizam venda de bolos ‘racista’ contra ação afirmativa

Estudantes da Califórnia organizam para terça-feira uma venda de...

para lembrar

Sou Nordestino: ‘Amigo do preconceito, meu voto vale o mesmo que o seu’

Por Maria Frô Sabe o que acho mais bacana? O nordestino,...

Marcelo Paixão: Racismo no Brasil

O professor da UFRJ e um dos principais especialistas...

Luiza Bairros fala na ONU sobre o combate ao Racismo

Proferido nesta quinta-feira (15) na 17ª Sessão do...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=