ONU defende direitos humanos na internet como no mundo físico

 

O principal órgão de direitos humanos da ONU afirmou pela primeira vez que as pessoas têm o direito à liberdade de expressão na internet e pediu, nesta quinta-feira, que todos os países o protejam.

Em discursos, China e Cuba manifestaram reservas, mas se juntaram ao consenso dos 47 Estados do Conselho de Direitos Humanos da ONU na adoção da resolução apresentada pela Suécia. “Esse resultado é marcante para o Conselho de Direitos Humanos”, disse a embaixadora dos Estados Unidos Eileen Donahoe, cujo país copatrocinou a moção junto com Brasil e Tunísia.

“Essa é a primeira resolução da ONU afirmando que os direitos humanos no ambiente digital devem ser protegidos e promovidos da mesma forma e com o mesmo comprometimento dos direitos humanos no mundo físico”, disse ela a repórteres.

O enviado da China apoiou a moção, mas disse que as pessoas também precisam ser protegidas de sites agressivos. “Acreditamos que o livre fluxo de informação na Internet e o fluxo seguro de informação na internet são mutuamente dependentes”, disse Xia Jingge à assembleia.

“Enquanto a internet se desenvolve rapidamente, as apostas online, a pornografia, a violência, as fraudes e a pirataria estão aumentando sua ameaça aos direitos legais da sociedade e do público.”

 

 

Fonte : Terra

+ sobre o tema

Campanha mundial denuncia trabalho escravo no Brasil

Uma campanha mundial para denunciar a continuidade da escravidão...

‘A situação está muito difícil’, diz fundador do AfroReggae

  RIO - Reconhecido pelo papel de mediador...

para lembrar

O Estado Terrorista

O que legitima e existência de um estado é...

Lutando contra conceitos equivocados e a logística para captar fundos no Brasil

Questões logísticas e a falta de conhecimento entre os...

Site permite convidar um refugiado para passar o Natal na casa de brasileiros

O 'Meu Amigo Refugiado' faz a ponte entre os...

É preciso avançar sobre terras indígenas?

Portaria do Ministério da Justiça que muda o rito...
spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=