ONU exige explicações precisas sobre pedofilia à Igreja Católica

A ONU deseja conhecer as medidas que foram adotadas pela Igreja Católica para punir os culpados de abusos sexuais contra as crianças

France Presse

Genebra – O Vaticano, que tem um posto de observador permanente na ONU, foi convidado pela primeira vez pelas Nações Unidas a dar explicações detalhadas sobre os abusos sexuais e violências cometidos contra crianças na Igreja Católica.

Assim como todos os países membros da Convenção da ONU sobre os Direitos das Crianças, a Santa Sé deve responder regularmente por suas ações aos especialistas das Nações Unidas.

Segundo o procedimento, os especialistas da ONU publicaram na segunda-feira uma lista de perguntas que o Vaticano deve responder, “se possível”, até 1º de novembro. A Santa Sé será interrogada pela ONU em janeiro de 2014 em Genebra. Esta é a primeira vez em que são apresentadas perguntas precisas ao Vaticano, informou uma porta-voz do Comitê dos Direitos da Infância.

A lista de perguntas elaborada pelo Comitê pede ao Vaticano, “levando em consideração o fato de que a Santa Sé reconheceu casos de violência sexual contra crianças cometidos por membros do clero, irmãos e irmãs em vários países”, que apresente “informações detalhadas sobre todos os casos”.

A ONU deseja conhecer as medidas que foram adotadas pela Igreja Católica para punir os culpados de abusos sexuais contra as crianças. Também quer saber o que o Vaticano faz para que nenhum membro do clero acusado de pedofilia tenha contato com crianças e as medidas para apoiar as vítimas.

O Comitê quer conhecer ainda as medidas para condenar e evitar os castigos físicos praticados em alguns centros de ensino católicos, assim como os progressos realizados para evitar uma educação discriminatória entre sexos nas escolas religiosas.

Mídia & Pedofilia

Simbolos da pedofilia – Conheça, evite e denuncie! 

Lula assina lei que eleva pena para pedofilia e estupro

Padre culpa vítimas por pedofilia. Poderia ser vereador em SP

 

Fonte: Correio Braziliense

+ sobre o tema

Uruguai: governo diz que número de abortos diminuiu após descriminalização

Segundo o governo, os dados preliminares apontam entre 300...

Nota da CNAIDS ao Ministro Alexandre Padilha

AoExmo. Sr.Alexandre PadilhaMinistro de Estado da Saúde - Ministério...

GO: ex-pastor é preso por estupro e cárcere privado da mulher por 6 anos

Um ex-pastor evangélico de 45 anos foi preso na...

Carta Aberta contra a chamada para a II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial

Vimos manifestar publicamente à sociedade curitibana, assim como ao...

para lembrar

Sessão extraordinária na Câmara vai colocar em votação 7 projetos de Marielle

Na próxima quarta-feira (2) será realizada uma sessão extraordinária...

Mulheres ainda se dividem entre a casa e o trabalho, aponta o IBGE

Mesmo cada vez mais inseridas no mercado de trabalho,...

#GeledésnoDebate: “Não houve respaldo legal para a esterilização de Janaína”

#SomostodasJanaína# Por Kátia Mello Janaína Aparecida Quirino, 36 anos, moradora em...

Mulheres agredidas por PM serão indenizadas no Rio

Ele as xingou, atacou com cabo de vassoura e...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=