Os sinais da violência contra a criança

Fonte: Revista Viração

Uma pesquisa realizada pela Secretaria de Estado da Saúde indica que 37,8% dos casos de violência atendidos nos serviços públicos de saúde do Estado de São Paulo referem-se a maus tratos contra crianças e adolescentes menores de 18 anos. Conforme as 3.111 ocorrências de violência, notificadas pelos serviços entre janeiro e maio deste ano, 29,1% das vítimas são menores de 14 anos. As meninas representam a maioria dos atendimentos: cerca de 60% do total. Em 93% dos casos, o agressor da criança é homem.

“Infelizmente esse levantamento está absolutamente correto, corresponde a realidade, e o que é o pior. Essa violência ocorre no ambiente doméstico”, afirma Antonio Carlos Malheiros,coordenador da Vara da Infância e Juventude do Tribunal da Justiça de São Paulo e professor das Faculdades Integradas Rio Branco.

Segundo o especialista, a criança é presa fácil. “Ela se torna uma vítima praticamente sem defesa. Nesse contexto, é fundamental que os adultos que envolvem o universo dos menores, como professores, enfermeiros e vizinhos, fiquem atentos aos comportamentos das crianças. Uma violência certamente vai gerar distúrbios de comportamento como a vítima fica silenciosa e apática sem motivo. Além disso, essa criança que sofre violência possivelmente vai apresentar sinais físicos da ação”.

Ao identificar que a criança está enfrentando uma situação de risco, o desembargador orienta: “O adulto que identificou essa situação de risco do menor deve procurar imediatamente o Conselho Tutelar ou o próprio Fórum Cível para falar com um juiz ou promotor. Ou ainda, procurar uma delegacia mais próxima e abrir um boletim de ocorrência”.

Matéria original:Os sinais da violência contra a criança

+ sobre o tema

‘Brasil forjado na ditadura representa Estado de exceção permanente’

Para professores, filósofos e defensores de direitos humanos,...

Número de denúncias de violação de direitos humanos aumenta 77%

Denúncia de violação contra idosos foi a que mais...

Estão faltando cadeias ou estão prendendo demais?

Apesar dos 550 mil presos, o Brasil precisaria de...

para lembrar

Fernanda Montenegro beija atriz na boca em ato contra Feliciano no Rio

Beijo aconteceu no 7º Prêmio APTR, ligado à produção...

Tratamento desigual pela Justiça explica maior respeito às leis pelos pobres

Segundo pesquisa da Escola de Direito da FGV, os...
spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=