segunda-feira, setembro 20, 2021

Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento internacional, iniciado nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e mamografia no mês de outubro, com a aprovação do congresso norte americano, o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do Obelisco do Ibirapuera, situado em São Paulo-SP, no dia 02 de outubro de 2002, idealizada por um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos.

Por Veronica Martz e Carolina Silva Do Imprensa Feminista

A campanha é realizada para dar maior atenção à vigilância da saúde da mulher com foco no câncer de mama e tem como principais objetivos fortalecer as recomendações para o diagnóstico precoce e rastreamento do câncer de mama, pois na maioria dos casos com o descobrimento e tratamento precoce tem bom prognóstico.

Mas por que esta ênfase apenas ao câncer de mama?

Em 2015 foi estimado o surgimento de 57.120 novos casos de câncer de mama no Brasil (2015-INCA).

Em 2013 houve 14.338 óbitos (14.207 mulheres e 181 homens) decorrentes da doença. (2013 – SIM).

Assim como todos os outros cânceres, o câncer de mama é caracterizado pela multiplicação anormal de células mamárias e é o câncer mais comum entre mulheres no mundo inteiro. Não há fatores de risco identificáveis, mas mulheres acima de 40 anos e/ou com histórico familiar da doença devem fazer acompanhamento anual, além de que abuso de álcool, tabagismo, colesterol alto e ausência de gravidez também são potencializadores do surgimento deste câncer.

O diagnóstico pode ser feito através de três meios: o autoexame, que é feito a partir dos 25 anos mensalmente pelas próprias mulheres para reconhecimento de alguma alteração detectável, como caroços palpáveis. Todavia esse tipo de exame não deve substituir o exame clínico das mamas, realizado anualmente e a mamografia, que se torna obrigatoriedade ANUAL ou no máximo a cada dois anos às mulheres de 50 a 69 anos; ou no caso de história familiar, desde os 35 anos.

Inicialmente não apresenta nenhum sintoma específico e até mesmo as alterações palpáveis são imperceptíveis às mãos leigas, POR ISSO NÃO SE DEVE EXCLUIR O ACOMPANHAMENTO PROFISSIONAL, também é uma característica deste câncer ser descoberto em um estágio mais avançado e por isso a ênfase na importância da detecção precoce.

Os possíveis sinais/sintomas são: caroços nos seios e/ou nas axilas (com ou sem irritação local); alteração no formato da mama; feridas ao redor do mamilo; saída de secreção pelos mamilos principalmente se sanguinolenta; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.

Realmente não há métodos preventivos eficazes contra o câncer de mama, profissionais de saúde recomendam hábitos saudáveis e o acompanhamento pessoal e profissional da saúde das mamas com o autoexame, os exames clínicos e mamografia, esta capaz de rastrear lesões em fase inicial e extremamente pequenas, por isso é imprescindível e foco do Outubro Rosa.

E por que não focamos tanto o câncer de colo de útero no Outubro Rosa?

Porque o exame PREVENTIVO deste câncer é realizado anualmente através do exame Papanicolau, que rastreia células cancerosas e pré-cancerosas e detecta outras alterações, como candidíase, tricomoníase e etc.

Como o câncer de colo uterino é principalmente desenvolvido pela infecção por subtipos oncogênicos do HPV (Papiloma Vírus Humano), há maneiras de preveni-lo através relações sexuais protegidas com uso de camisinhas peniana ou vaginal, vacinas distribuídas gratuitamente pelo SUS às meninas de 9 a 13 anos e em rede particular para mulheres em idade fértil e outras faixas etárias. O papanicolau é realizado GRATUITAMENTE em qualquer Unidade Básica de Saúde ou Ambulatório de Saúde da Mulher.

A necessidade de escrevermos esse artigo surgiu como resposta à desinformações sobre a importância da campanha estar circulando por páginas feministas de longo alcance. A vigilância sobre o câncer de mama que o Outubro Rosa promove é uma conquista para a saúde da mulher e não deve ser menosprezada. Para mais informações acesseo site do INCA..

 ​

 

RELATED ARTICLES