Guest Post »

Pai de ator preso defende inocência do filho e diz: ‘Se ele estivesse errado, eu mesmo ia querer que pagasse’

Por: Ana Carolina Torres

 

Desde o dia 17 de fevereiro deste ano, o tenente-coronel da reserva do Exército Jair Romão de Souza, de 64 anos, só tem um pensamento: ver o filho fora da cadeia. O ator e psicólogo Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, foi preso acusado de assaltar uma pessoa no Méier, na Zona Norte do Rio. O pai, porém, tem certeza da inocência do filho. Para ele, a vítima do roubo foi induzida pelo policial militar que realizou a prisão a reconhecer Vinícius – que participou da novela “Lado a lado”, da TV Globo – como sendo o homem que a assaltara.

– O policial falou: “Foi ele, não foi?”. A mulher, nervosa, acabou dizendo que sim. Meu filho não tem necessidade de roubar. Mora em apartamento próprio. Se ele estivesse errado, eu mesmo ia querer que pagasse – disse Jair.

O militar contou que já esteve três vezes na Casa de Detenção Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, para tentar visitar Vinícius e levar para ele roupas, produtos de higiene e biscoitos. Mas não conseguiu por não ter a carteirinha de visitante:

– Já dei entrada na carteirinha e estou com o protocolo. Mas nem assim consegui fazer a visita. Hoje (segunda-feira) estive novamente lá e me disseram que meu filho terá que completar dez dias sem receber visitas. Espero que até lá ele já esteja solto. Nosso advogado já entrou com o pedido de revogação da prisão e espero ter um resultado positivo antes do carnaval.

Jair disse que uma amiga de Vinícius, que é advogada, conseguiu ver o rapaz.

– Ela contou que meu filho está tranquilo, com esperança de que ver tudo isso passado a limpo – contou o militar, que pretende entrar na Justiça contra o Estado do Rio quando, segundo ele, ficar provado que a prisão de Vinícius foi um engano: – Não aceito desculpas. Vou correr atrás dos direitos do meu filho.

A prisão de Vinícius ocorreu na noite de 17 de fevereiro. O jovem voltava a pé para casa do Norte Shopping, onde trabalha numa loja de roupas, e foi parado por um PM quando subia o Viaduto de Todos os Santos. Ele foi reconhecido pela vítima como sendo o assaltante e autuado em flagrante na 25ª DP (Engenho Novo). A prisão causou comoção em redes sociais. Amigos de Vinícius acham que ele foi vítima de preconceito racial.

De acordo com Jair, o erro na identificação aconteceu porque o filho é negro e tem cabelo black power, assim como o assaltante.

 

Câmeras revelam que prisão de ator da Globo foi confusão da PM

 

‘Vítima o reconheceu duas vezes’, diz delegado sobre prisão de ator

 

Fonte: Extra

 

Related posts