Paim lamenta caso de racismo contra árbitro no Rio Grande do Sul

O senador Paulo Paim (PT-RS) lamentou nesta sexta-feira (7) caso de racismo contra o árbitro de futebol Márcio Chagas da Silva durante e depois de partida entre o Esportivo e o Veranópolis, na quarta-feira (5), em Bento Gonçalves (RS), pelo Campeonato Gaúcho.

Ao fim do jogo, o árbitro Márcio Chagas da Silva se deparou com o seu carro coberto por bananas. Durante o jogo, ele relata ter sofrido com ofensas racistas. A notícia sobre o episódio foi lida pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), em aparte durante o pronunciamento de Paim.

— Essa minoria que cometeu esse crime terá que responder pelo que fez. Somente pessoas covardes agem assim.  Esse grupo de pessoas atrasadas e equivocadas não representa o povo de Bento Gonçalves e da Serra Gaúcha – criticou o senador.

Ao prestar solidariedade ao árbitro, o senador gaúcho lembrou episódios recentes de racismo no futebol como o ocorrido com o jogador do Cruzeiro, Tinga, que foi alvo de manifestações racistas da torcida peruana em jogo do clube mineiro contra o Real Garcilaso, pela Copa Libertadores da América.

— Dói, não por ter ocorrido no Rio Grande do Sul, mas por ter ocorrido no nosso país – disse Paim.

Dia Internacional da Mulher

Da tribuna do Plenário, o senador também homenageou as mulheres, ao lembrar o Dia Internacional das Mulheres, a ser comemorado ne sábado (8). O senador elogiou políticas públicas que vêm sendo adotadas pelo governo na última década para promover a igualdade entre homens e mulheres, mas reconheceu que é preciso garantir maior participação feminina na política.

— Ainda hoje não há uma representação feminina paritária nos mais diversos locais de exercício dos três poderes. É só ver quantos homens temos na Câmara dos Deputados e quantas mulheres temos. É só ver quantas mulheres temos aqui no Senado e quantos homens. A mesma coisa no Judiciário e também no Executivo – assinalou.

Dívidas dos estados

Paim também voltou a cobrar o cumprimento pelo Senado do compromisso de votar o projeto de Lei da Câmara (PLC 99/2013) que muda o indexador das dívidas dos estados e dos municípios com a União.

— O novo acordo é que se vai votar a renegociação da dívida dos estados no dia 12 [de março], na CCJ [Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), e até o dia 27 aqui no plenário – lembrou.

O senador leu ainda a “Carta de Brasília”, documento aprovado durante o Seminário Nacional do Sistema Confederativo, realizado nos dias 25 e 26 de fevereiro na capital federal. A Carta sintetiza as principais bandeiras do movimento sindical para 2014.

Campanha da Fraternidade

O parlamentar também saudou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pela Campanha da Fraternidade de 2014. Este ano, a campanha aborda o tema “Fraternidade e Tráfico Humano” e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou”.

 

 

Fonte: Agência Senado

 

+ sobre o tema

Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra

Sob a coordenação geral da Secretaria Nacional de Juventude...

Justiça recebe denúncia por racismo contra professora da UFPR

O juiz Mauro Bley Pereira Junior, da 3ª Vara...

Rio Preto: Homens com cabeças raspadas agridem negro

Um atendente, de 26 anos, foi vítima de agressão...

Ato em repúdio a racismo na UFN reuniu mais de 200 pessoas

Atividade foi realizada no final da tarde desta terça-feira por Camila...

para lembrar

Consciência Negra: Por quê? pra quê? é de comer?

Em algum momento da sua vida de usuário de...

Ministério Público denuncia 9 policiais por ‘exterminio’ na Bahia

O Ministério Público do Estado ajuizou denúncia contra nove...

Fotógrafo faz desabafo em vídeo após ter porta arrombada e casa invadida pela PM

O repórter fotográfico Tandy Firmino, morador do morro Santa...
spot_imgspot_img

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...
-+=