Participante de comunidade racista é denunciado pelo Ministério Público

05/05/2009 – Fonte: Pernambuco.com

Um participante de uma comunidade racista do Orkut foi denunciado pelo Ministério Público Federal em São Paulo por indução e incitação a discriminação e o preconceito de raça, cor, etnia, religião e procedência nacional. O acusado, identificado apenas com R.C., de 21 anos, era membro da comunidade, hospedada no Orkut, “Mate um negro e ganhe um brinde”, composta por 16 pessoas, e que veiculava mensagens racistas e nazistas.

Segundo as investigações do MPF, em um tópico da comunidade, cuja discussão era qual seria o “brinde” mencionado no nome da comunidade, R.C postou o seguinte: “deveria ser a eliminação d todos eles e proibir a internet gratis sei la como eh neh siegheil camaradas”, em transcrição literal.

O usuário foi identificado pelo Google Brasil e a Justiça Federal autorizou um mandado de busca e apreensão na casa do denunciado. Lá, foram apreendidos uma série de materiais de cunho nazista, tais como desenhos remetendo à suástica, folhas impressas com imagens de Hitler, um DVD com o título “Skinheads – Força Branca” e o livro “Diário de um Skinhead”, entre outros itens de material nazista.

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa do MPF em São Paulo, o procurador da República Sergio Gardenghi Suiama, autor da denúncia, afirma que “os usuários brasileiros da rede mundial de computadores precisam saber que a Internet não é ‘terra de ninguém‘, e que os crimes cometidos em redes de relacionamento como o Orkut serão investigados e punidos, na forma da Lei”.

O crime de racismo é inafiançável e imprescritível e a pena para quem incita a discriminação ou o preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional através da internet é de dois a cinco anos. Os demais usuários da comunidade que postaram mensagens de cunho racista também estão sendo investigados.

Da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Materia Original: Participante de comunidade racista é denunciado pelo Ministério Público

+ sobre o tema

STF volta a proibir a apreensão de menores sem o devido flagrante nas praias do Rio

Após audiência realizada na manhã desta quarta-feira, em Brasília, o STF determinou...

Adolescente denuncia mulher por agressão e injúria racial em Rio Preto

Um adolescente de 13 anos denunciou ter sofrido injúria...

para lembrar

O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

Depois dos atentados racistas contra a famíla Yigit, na...

RS: briga entre neonazistas, skinheads e punks deixa ferido grave

MAURÍCIO TONETTO Direto de Porto Alegre Uma briga de...

Comissão diz que não houve ato ilícito da Justiça ao algemar advogada negra

Desembargador também inocentou a juíza que pediu a prisão...

São Paulo – 31 de agosto o 2º debate Crimes de Racismo ou Injúria?

O 2º debate ''Crimes de Racismo ou Injúria?'' vai...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=