Pernambuco – O troco de Eduardo Campos

Por: Ricardo Noblat

Somente uma vez na história de Pernambuco, um governador foi eleito sem eleger seus dois candidatos ao Senado.

Aconteceu com Miguel Arraes em 1994. Armando Monteiro Filho (PDT), que fazia parte da chapa dele, perdeu a vaga para Carlos Wilson (PSDB).

Eduardo Campos (PSB), neto de Arraes, será reeleito governador com mais de 50 pontos de vantagem sobre Jarbas Vasconcelos (PMDB). E elegerá senadores Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB), filho do Armando Monteiro que Arraes não conseguiu eleger.

Pela primeira vez, Marco Maciel (DEM) perderá uma eleição.

Em 1998, Jarbas derrotou Arraes por uma diferença superior a 1 milhão de votos. Eduardo vingará o avô derrotando Jarbas por mais de 2 milhões de votos.

 

 

Fonte: O Globo

+ sobre o tema

Que escriba sou eu?

Tenho uma amiga que afirma que a gente só prova...

Em carta a Dilma, MPL lembra de índios e pede diálogo com movimentos sociais

Convidado para reunião com a presidenta, Passe Livre pediu...

Vox/Band/iG: Dilma cai de 56% para 54%

Candidata petista varia para baixo pela primeira vez dentro...

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos,...

para lembrar

UnB adia início das aulas por causa de nova gripe

Fonte: Globo.com Começo do semestre, previsto para o próximo dia...

Lilia Moritz Schwarcz: “O Brasil pratica uma política de eufemismos”

A antropóloga é coautora do livro "Brasil: Uma Biografia" Por Itamar...

Governo lança plano de combate ao crack, investimentos chegam a R$ 4 bilhões

O governo federal lançou nesta quarta-feira um conjunto de...

Hillary Clinton exorta Africanos a seguir exemplo de Cabo Verde

Fonte: Panapress - Praia, Cabo Verde (PANA) - A...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=