PNUD e SEBRAE promovem negócios inclusivos e sociais com a iniciativa Incluir 2017

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE Nacional) convidam empreendedores e potenciais empreendedores a apresentar suas ideias, casos e boas práticas em negócios inclusivos e sociais. A chamada de casos Incluir 2017 vai reconhecer e mapear modelos de negócios comprometidos com a geração de impacto positivo à sociedade e inclusão socioeconômica de cidadãs e cidadãos de menor renda. Inscrições vão até 3 de abril.

Da ONU 

(Klaus Vedfelt/Getty Images)

A Chamada de Casos Incluir 2017 está com as inscrições abertas para ideias e casos de negócios de impacto em todo o Brasil. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE Nacional) se uniram, por meio do projeto “Iniciativa Incluir”, para estimular micro e pequenos negócios inclusivos e sociais, estimulando seu crescimento sustentável, elevando sua competitividade e fortalecendo sua capacidade de exercer impacto socioambiental positivo e escalável.

O PNUD e o SEBRAE percebem a capacidade que o setor privado pode ter no desenvolvimento sustentável brasileiro, indo além das práticas de Responsabilidade Social Corporativa, quando implementam soluções sustentáveis e economicamente viáveis a favor das comunidades onde atuam.

Para isso, as empresas devem apostar na inovação dentro de seus próprios modelos de negócio, a partir de práticas centrais mais inclusivas, se tornando, assim, negócios inclusivos ou sociais.

A Chamada visa atingir potenciais empreendedores, microempreendedores, microempresas, empresas de pequeno porte e produtores rurais comprometidos com o desenvolvimento de soluções capazes de gerar impacto social positivo para a sociedade e também de oferecer oportunidades de inclusão socioeconômica para cidadãs e cidadãos de menor renda.

Como parte dos esforços para a implementação da Agenda 2030, a Chamada busca mapear soluções de negócios capazes de responder às demandas apontadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os 17 ODS que compõe essa agenda têm como premissa o equilíbrio das três dimensões do desenvolvimento sustentável: econômica, social e ambiental.

Ideia inovadora, negócio com soluções de impacto social, negócio com soluções de impacto ambiental, negócios de impacto em escala, negócio inclusivo em cadeias de valor e negócio rural de impacto são as categorias da Chamada, que inclui também menções honrosas às iniciativas que enderecem mais diretamente as temáticas de gênero, juventude, terceira idade e integração dos ODS.

Tendo em vista apoiar e acelerar os casos que mais se destacarem dentro da Chamada, uma rede de atores foi articulada no ecossistema nacional de negócios de impacto, dentro das esferas da informação, investimento, incentivos e implementação das quatro dimensões centrais de um ecossistema consideradas, por estudos do PNUD, capazes de viabilizar o sucesso e o impacto positivo de negócios inclusivos.

Assim, os casos finalistas da Chamada serão encaminhados aos programas de apoio a negócios de impacto social apoiados por governo federal, bancos de desenvolvimento, investidores, incubadoras e aceleradoras para identificação de eventuais oportunidades de incentivo, investimento e apoio a implementação. O projeto funciona dando oportunidade àqueles empreendimentos que causam impacto social positivo.

As inscrições já começaram e vão até 3 de abril pelo site do PNUD Brasil, no link: http://bit.ly/2kZBxJY.

+ sobre o tema

Teste rápido de dengue e marca-passo entram em planos de saúde neste sábado

Os planos de saúde particulares do Brasil terão que...

São Paulo diverso

Por: Mauricio Pestana Desde a assinatura da Lei Áurea (1888),...

Luta contra ebola está longe de ser vencida, diz representante da ONU

RFI O chefe da Missão das Nações Unidas pela luta...

para lembrar

Extermínio e tortura tiveram aval dos presidentes militares

Ao iG, Paulo Sérgio Pinheiro, coordenador da Comissão Nacional...

“ Racismo é uma doença mental e produz vulnerabilidade ”, afirma Jurema Werneck

O sofrimento contínuo do cidadão negro brasileiro é naturalizado...

Justiça determina que presídio do ES não receba mais presos

- Fonte: Estado de São Paulo -  Foto: Álvaro...

O retrato do home office: mulher branca escolarizada predomina em casa

Muito se discute sobre o home office, principalmente após...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=