Pobre nunca mais será tratado como segunda classe, diz Lula, em homenagem

Ao ser homenageado em frente ao Palácio Alvorada por militantes do PT pelo aniversário de 65 anos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que a lição que levará dos oito anos de mandato é o fortalecimento da autoestima do brasileiro e a convicção que fez muito mais que qualquer outro presidente. “Deixo a Presidência da República no dia 1º de janeiro de 2011 com a convicção que não fizemos tudo que queríamos fazer, mas fizemos muito mais que todos aqueles que governaram antes de nós.”

Desde o início da noite, centenas de militantes do PT aguardavam a chegada de Lula. Foram montadas quatro tendas e preparado um bolo, decorado com bandeiras do partido. Por volta 20h, acompanhado da primeira-dama, dona Marisa Letícia, Lula saiu a pé do Palácio da Alvorada e se aproximou da multidão. Em seguida, ouviu o parabéns, apagou as velas e foi homenageado por um coral de crianças.

Lula afirmou que o Brasil “nunca mais será um país de segunda classe. “Fica provado neste país que construímos um novo patamar, um novo paradigma para que o Brasil nunca mais volte a ser o que era. O Brasil não aceita mais o FMI dando ordem aqui. Somos donos do nosso nariz.”

Em seu discurso, o presidente também falou sobre inclusão social. “Não queremos nunca mais ver o pobre sendo tratado como se fosse de segunda classe. Não queremos nunca mais que as pessoas humildes não possam entrar na universidade. Queremos ter orgulho deste país, que não deve nada a ninguém, que é um país do carnaval sim, do futebol sim, mas é mais do que isso. É um país de homens e mulheres que têm dignidade, trabalham, têm autoestima e, sobretudo, tem pessoas que defendem a soberania desse país.”

Lula ainda agradeceu a militância do PT que, segundo ele, mesmo nos momentos mais difíceis, esteve ao seu lado. Essa foi a terceira homenagem que Lula recebeu pelo dia do seu aniversário. A primeira ocorreu pela manhã, em Itajaí (SC), depois funcionário do Palácio do Planalto organizaram uma festa. Ainda hoje, Lula vai participar de nova comemoração, organizada pela primeira-dama, no Palácio da Alvorada.

Fonte: Correio Brasiliense

+ sobre o tema

Saiba o que muda no ensino médio com novo texto aprovado no Congresso

Após sucessivos ajustes, com idas e vindas entre as...

É mito pensar que todos os pobres são empreendedores, diz ganhadora do Nobel de Economia

Uma das mais respeitadas economistas do mundo quando o...

Brasileiras reunidas para enfrentar a extrema direita

Muito se diz que organização de base e ocupação...

para lembrar

Enciclopédia de Mário de Andrade é concluída

Dedicada ao Brasil, obra em cinco volumes cobre da...

Virada Inclusiva: Manifestações livres sobre qualquer assunto

Por: Leno F. Silva   No último final de...

A morte é uma exagerada

NUNO RAMOS DE ALMEIDA Transformar o mundo e mudar de...

População envelhece e não há crescimento demográfico, alerta Ipea

O envelhecimento da população brasileira segue em ritmo acelerado,...

Datafolha: Maioria acha que faltam vereadores negros e mulheres

O número de mulheres e negros nas Câmaras Municipais ainda é considerado insuficiente pela maioria dos eleitores de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife, mostra pesquisa Datafolha feita nas...

5 dados que explicam por que arma de fogo virou crise de saúde pública nos EUA

A maioria dos americanos ou de seus familiares já viveram incidentes relacionados a violência armada. Este é um dos dados de um relatório inédito apresentado pela...

CONAQ: Nota de repúdio

CONAQ repudia matéria da revista Carta Capital intitulada “Quilombo paulista” por associar o modo de vida dos quilombolas a estereótipos negativos do povo negro A...
-+=