Pobre nunca mais será tratado como segunda classe, diz Lula, em homenagem

Ao ser homenageado em frente ao Palácio Alvorada por militantes do PT pelo aniversário de 65 anos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que a lição que levará dos oito anos de mandato é o fortalecimento da autoestima do brasileiro e a convicção que fez muito mais que qualquer outro presidente. “Deixo a Presidência da República no dia 1º de janeiro de 2011 com a convicção que não fizemos tudo que queríamos fazer, mas fizemos muito mais que todos aqueles que governaram antes de nós.”

Desde o início da noite, centenas de militantes do PT aguardavam a chegada de Lula. Foram montadas quatro tendas e preparado um bolo, decorado com bandeiras do partido. Por volta 20h, acompanhado da primeira-dama, dona Marisa Letícia, Lula saiu a pé do Palácio da Alvorada e se aproximou da multidão. Em seguida, ouviu o parabéns, apagou as velas e foi homenageado por um coral de crianças.

Lula afirmou que o Brasil “nunca mais será um país de segunda classe. “Fica provado neste país que construímos um novo patamar, um novo paradigma para que o Brasil nunca mais volte a ser o que era. O Brasil não aceita mais o FMI dando ordem aqui. Somos donos do nosso nariz.”

Em seu discurso, o presidente também falou sobre inclusão social. “Não queremos nunca mais ver o pobre sendo tratado como se fosse de segunda classe. Não queremos nunca mais que as pessoas humildes não possam entrar na universidade. Queremos ter orgulho deste país, que não deve nada a ninguém, que é um país do carnaval sim, do futebol sim, mas é mais do que isso. É um país de homens e mulheres que têm dignidade, trabalham, têm autoestima e, sobretudo, tem pessoas que defendem a soberania desse país.”

Lula ainda agradeceu a militância do PT que, segundo ele, mesmo nos momentos mais difíceis, esteve ao seu lado. Essa foi a terceira homenagem que Lula recebeu pelo dia do seu aniversário. A primeira ocorreu pela manhã, em Itajaí (SC), depois funcionário do Palácio do Planalto organizaram uma festa. Ainda hoje, Lula vai participar de nova comemoração, organizada pela primeira-dama, no Palácio da Alvorada.

Fonte: Correio Brasiliense

+ sobre o tema

O Brasil de Diogo e o Brasil de Luiza; por Wagner Iglecias

Wagner Iglecias A entrevista de Luiza Trajano ao Manhattan...

Hillary Clinton envia mensagem ao Brasil e fala sobre eleições de outubro

Para a secretária Hillary Clinton, as eleições de outubro...

Sem-tetos ocupam áreas para exigir Minha Casa, Minha Vida

MTST organiza ações na Região Metropolitana de São Paulo...

para lembrar

Carta à hebraica

Ter recebido palestrantes de esquerda não é desculpa para...

Fundação Ford celebra os 50 anos na América Latina

Esse ano marca a celebração de 50 anos da...

Mesmo avisada, prefeitura não tapa buraco

Por: ALENCAR IZIDORO e MARIANA BARROS   Gestão do...

Reeditar-se é prazer incomensurável

Na esfera Gutenberg – cujo reinado soma mais de...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=