Poderosa e competente? Mas, peraí, é gata? Por: Nádia Lapa

Primeira-ministra, presidenta, CEO de empresa, não importa: a beleza da mulher tem que vir em primeiro lugar

 

“A louraça primeira-ministra da Dinamarca provoca saia justa entre o casal Obama”, diz o título da coluna de um site. Louraça, assim, sem nome. Quem se importa? O importante é que Helle Thorning-Schmidt seja “bela, alta e loura”, além de ter “celebrados olhos azul-turquesa” e andar de saltos altíssimos.

O que ela faz, como chegou ao poder, qual o trabalho dela como primeira-ministra? Não faz a menor diferença. Nas palavras de Naomi Wolf, em “O Mito da Beleza: “As trabalhadoras mais emblemáticas do Ocidente continuavam visíveis se fossem ‘lindas’, portanto visíveis, mas sem receber nenhum crédito pela competência. Ou poderiam, ainda, ser ‘competentes’ e ‘sem beleza’, portanto invisíveis, de tal forma que a competência de nada lhes valia”.

Os comentários sobre a aparência de Thorning-Schmidt não são novidade. Atingiram, inclusive, a outra mulher envolvida na “polêmica” de ontem: Michelle Obama, mesmo adotando um penteado liso (aproximando-se do ideal de beleza ocidental, mesmo sendo negra), foi criticada duramente quando resolveu usar franjas. Por outro lado, os braços da primeira-dama são invejados, copiados em cirurgias plásticas e revistas fazem até passo-a-passo de como conseguir a musculatura de Michelle. Os braços de Michelle Obama, como se estivessem totalmente descolados da pessoa que ela é, ganharam até um Tumblr.

Embeleze o mundo: esta é a mensagem. Posso até te dar um poderzinho aqui, mas não há negociação, seja bonita, Enfeite a festa, o velório, o jogo de futebol, a reunião de negócios, o que for. Mas esteja maquiada, de salto alto e, se rolar, um decote sexy sem ser vulgar.

Todos param para prestar atenção quando é uma mulher bonita falando. Vejam até o Femen, grupo não feminista (importante frisar isso). Sempre que havia manifestações do grupo, os jornais repercutiam o fato, sempre com muitas fotos e quase nenhum texto. Com sorte, alguma legenda. Porque são mulheres brancas, magras, loiras, e com “os seios no lugar”.

O mesmo não acontece com os homens. Eles podem envelhecer; as rugas, inclusive, são até consideradas sinal de maturidade. Cabelos grisalhos? Charmosérrimos. Também ninguém pergunta de qual estilista é o terno, a gravata ou o sapato, como fizeram com Hillary Clinton há alguns anos, em uma entrevista que ficou famosa pela resposta da ex-Secretária de Estado:

Entrevistador: Quais são seus designers favoritos?

Hillary Clinton: O quê? Designers de roupas?

Entrevistador: Sim.

Hillary Clinton: Você perguntaria isso a um homem?

Entrevistador: Provavelmente não. Provavelmente não.

Nossa presidenta também passa por questionamentos parecidos. Antes das eleições, o rejuvenescimento de Dilma Roussef foi visto com clareza – plásticas, tratamentos, corte de cabelo especiais. As roupas que ela usa geram até slideshow com os looks usados pela presidenta.

Quando se quer desmerecer o trabalho de uma mulher – por mais poderosa e competente que ela seja – o primeiro “xingamento” utilizado é o da aparência. Naomi Wolf, mais uma vez, mostra que esta é uma batalha quase invencível (mas continuaremos lutando): “Pela forma como a beleza e o trabalho ao mesmo tempo recompensam e punem as mulheres, elas nunca esperam por coerência – mas pode ter certeza que elas continuarão tentando. Buscar a beleza e a qualificação de beleza no local de trabalho agem em conjunto para mostrar às mulheres que, no que lhes diz respeito, a justiça não existe. Que a injustiça é apresentada a uma mulher como imutável, eterna, apropriada e com origem em si mesmas, como se fosse uma parte delas, assim como sua altura, cor do cabelo, gênero e o formato dos seus rostos”.

Fonte: Carta Capital

+ sobre o tema

Papa Francisco autoriza sacerdotes a perdoar mulheres que fizeram aborto

Pontífice determina que perdão seja dado durante o Ano...

Oportunidades para mulheres negras cis e trans!

Mulheres negras cis e trans: queremos vocês no nosso...

Racismo: Manual para os sem-noção I

"Se quiser ser negra, informo: o racismo faz parte...

para lembrar

Governo quer suspender comercial de lingerie com Gisele Bündchen

Secretaria diz que recebeu seis reclamações contra a campanha...

Amanhecer por Marielle e Anderson tem atos em mais de 20 cidades

Amanhecer por Marielle e Anderson tem atos em mais...

A novela do beijo gay também é a novela das mulheres sem redenção

‘Amor à Vida’ teve em seu último capítulo o tão...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=