Poema para Elaine, por Adriana Graciano

por Adriana Graciano

E xiste um tipo de amor de tal forma colorido que não cabe no arco-íris

L onge dos dicionários, enciclopédias, antologias, coletâneas, compêndios e outras amarras

A lheio às tentativas de enquadramento

I nteiro, perfeito, solto, inominado

N avegando pelas estrelas do amar

E sse amor é.

+ sobre o tema

Cuti – Padê Poema 30: Mamice

  Padê Poema 30 Mamice sou daquelesque cobram...

Júlio Silva prepara sua aposentadoria jogando torneio de veteranos

Júlio Silva, tenista que está no circuito profissional...

Padê Poema 41 – Cuti

    Saiba Mais: Padê poema 40 -...

Padê Poema 44 – Cuti

  Leia Também: Padê poema 40 - Cuti  Padê Poema 41...

para lembrar

Sangue

por Adriana Graciano para o Portal Geledes Seu sexo no...

PHARMAKON, por Adriana Graciano

por Adriana Graciano As separações atemporais As dualidades inexoráveis Os pólos (supostamente...

#Geledes30anos – Adriana Graciano: Geledés tem reescrito a história da gente

Geledés tem reescrito a história da gente Empoderando, acolhendo, aprendendo,...

Poema para Gabriel, por Adriana Graciano

G loria ao dia de sua chegada A bençoados sejam seu nome...
spot_imgspot_img

Amálgama – por Adriana Graciano

por Adriana Graciano para o Portal Geledés Para Wallace Nosso amor é uma força atemporal Que desafia o espaço Que redesenha a fé Que transporta religiões para seu princípio...

#Geledes30anos: Adriana Graciano – “Geledés tem sido um farol de luz”

#Geledes30anos: Adriana Graciano - "Geledés tem sido um farol de luz" Adriana Graciano, formada em Letras pela Universidade Mackenzie e pós-graduada em Historia da África...

#Geledes30anos – Adriana Graciano: Geledés tem reescrito a história da gente

Geledés tem reescrito a história da gente Empoderando, acolhendo, aprendendo, se reinventando Luz guiando nossas trajetórias Esperança renovando nossa fé Diáspora pulsante É hora de agradecer e louvar Salve as...
-+=