Prêmio Abdias Nascimento: Prorrogado o prazo para inscrições de conteúdos jornalísticos que promovam a igualdade racial

A 2ª edição do Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento teve o prazo de inscrições estendido até o próximo dia 21 de agosto. Ao todo são sete categorias e o vencedor de cada uma receberá R$ 5 mil.

A ação é uma iniciativa da sociedade civil e tem por objetivo reconhecer a produção de conteúdos jornalísticos alinhados ao propósito de prevenção, combate e eliminação de todas as formas de manifestação do racismo e discriminação racial no País.

Para o presidente da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira de Araujo, o prêmio é uma continuação do legado deixado por Abdias Nascimento, uma personalidade que, segundo ele, devido a suas qualidades, enche de orgulho a comunidade negra e não negra do Brasil e do mundo.

Participação

Podem se inscrever autores de matérias ou reportagens em língua portuguesa publicadas e/ou veiculadas, em primeira edição, nos meios de comunicação de todas as regiões do país. Para participar, é obrigatório que o jornalista possua registro profissional.

Os trabalhos inscritos poderão ser pautados pelos seguintes temas: mercado de trabalho, desenvolvimento sustentável, saúde da população negra, juventude negra, ações afirmativas, intolerância religiosa e desigualdades, entre outras questões centrais dentro da temática e da agenda atual de combate ao preconceito.

A cerimônia de entrega do Prêmio está marcada para novembro, na cidade do Rio de Janeiro. O troféu teve sua concepção inspirada em Abdias Nascimento e nas realizações que este ícone no combate ao racismo fez ao longo da vida no teatro, na política e na militância.

Agenda positiva

Uma das principais intenções do prêmio é estimular a cobertura jornalística qualificada sobre temas relacionados à população negra e incentivar medidas de combate às desigualdades socioeconômicas em função da raça no Brasil, constituindo assim uma agenda positiva que auxilie o enfrentamento do racismo com foco na inserção e no reconhecimento da temática negra na mídia brasileira.

A iniciativa é realizada desde 2011 pela Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-Rio) e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ), contando ainda com o apoio Núcleo de Comunicadores Afro-brasileiros e da Diretoria de Relações de Gênero e Promoção da Igualdade Racial, entre outras organizações.

Acesse a página do prêmio, onde estão disponíveis o regulamento e a ficha de inscrição.

(Texto: Marcos Agostinho, Ascom/MinC)

 

+ sobre o tema

Thierry Henry assumirá como técnico do Bordeaux

Henry, que teve uma carreira notável no Arsenal e...

Beyoncé confirma que está grávida pela 2ª vez

A estrela pop Beyoncé confirmou, em uma publicação no...

Websérie “O pequeno herói preto” é lançada no Youtube

A partir de 07 de Março, as crianças brasileiras...

Thalma de Freitas é a única representante do Brasil no Grammy 2020

Residente em Los Angeles, artista carioca é indicada na...

para lembrar

O Desing Afrofuturista de ‘Black Panther’

Para seus trajes extraordinariamente detalhados, Ruth E. Carter estudou...

Gwyneth Paltrow é acusada de racismo pelo fãs no Twitter

Gwyneth Paltrow (39) provocou a maior enxurrada de críticas...

A poesia de Audre Lorde

Audre Lorde foi uma escritora americana de descendência caribenha,...

Escravidão ajudou a enriquecer a Suíça

O banqueiro Jacob Zellweger foi um dos financiadores do...
spot_imgspot_img

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...

Gilberto Gil afirma que não se aposentará totalmente dos palcos: “continuo querendo eventualmente cantar”

No fim de junho, saiu a notícia de que Gilberto Gil estava planejando sua aposentadoria dos palcos. Segundo o Estadão, como confirmado pela assessoria do...

Mostra sobre Lélia Gonzalez vê negros e indígenas como centro da cultura nacional

As escolas de samba do Rio, os blocos afro da Bahia, as congadas de Minas Gerais, as comemorações da Semana Santa e do Natal. O que todas essas celebrações têm...
-+=