Presidente sorridente inspira batismo do pré-histórico ‘Obamadon’

 

11 Dez (Reuters) – Pesquisadores batizaram um recém-descoberto lagarto pré-histórico como “Obamadon gracilis” em homenagem ao sorriso cheio de dentes do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.
O pequeno lagarto insetívoro foi descoberto inicialmente em 1974 no leste de Montana, mas uma recente reavaliação mostrou que o fóssil havia sido erroneamente classificado como um “Leptochamops denticulatus”, tratando-se, na verdade, de uma espécie até então desconhecida, disseram pesquisadores à Reuters nesta terça-feira.

O “Obamadon gracilis” foi uma das nove espécies recém-descobertas a serem apresentadas na edição de segunda-feira da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Para batizar a nova espécie, cientistas das universidades Yale e Harvard combinaram o termo latino “Obamadon” (dentes de Obama) e a palavra “gracilis” (esguio).

“O lagarto tinha esses dentes muito altos e fortes e Obama tem esses incisivos altos e fortes, e um grande sorriso”, disse o paleontólogo Nick Longrich, que participou do trabalho.

Acredita-se que o bicho tenha vivido no período Cretáceo, que começou há cerca de 145,5 milhões de anos. Junto com muitos dinossauros daquela época, o lagarto se extinguiu há cerca de 65 milhões de anos, quando um asteroide gigante atingiu a Terra, segundo cientistas.

Longrich disse que esperou até a recente eleição norte-americana para batizar o lagarto.

“Romneydon”, em alusão ao candidato derrotado Mitt Romney, não chegou a ser um nome considerado, e “Clintondon” não soava bem, disse Longrich, que apoiou a frustrada pré-candidatura de Hillary Clinton contra Obama nas primárias democratas de 2008.

Obama não é o primeiro político a inspirar um nome científico.

O “Megalonyxx jeffersonii”, um extinto bicho-preguiça terrestre e vegetariano, deve seu nome a Thomas Jefferson, que foi presidente dos Estados Unidos e, como paleontólogo amador, estudou esse mamífero.

Em 2005, três besouros da América do Norte foram batizados como “Agathidium bushi”, “Agathidium cheneyi” e “Agathidium rumsfeldi” em homenagem a George W. Bush, Dick Cheney e Donald Rumsfeld, que eram respectivamente presidente, vice-presidente e secretário de Defesa.

Outras celebridades também já emprestaram seus nomes a novas espécies. Um pequeno crustáceo do Caribe leva o nome de Bob Marley, ícone do reggae; a cantora Beyoncé batiza um mosquito australiano; e Hugh Hefner, criador da revista Playboy, dá nome a uma espécie ameaçada de coelho selvagem que habita pântanos.

(Reportagem de Jason McLure, em Littleton)

 

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Olimpíadas de Tóquio devem ser novo marca na luta por igualdade

Os Jogos Olímpicos da Cidade do México, em 1968,...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

para lembrar

Rio+20: Manifestações livres sobre qualquer assunto

Por Leno F. Silva   Digamos que este Junho...

São Paulo: Show Almir Sater

  Credicard Hall - Sábado 07, 22h Nascido...

Extrema pobreza reduz 63,3% nos últimos dez anos

Só em 2012, foram 1 milhão de pessoas que...

Fátima Oliveira: ‘Meio ambiente não é adereço’

Um recado firme e perfeito: "meio ambiente não é...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Barack Obama elege seus filmes favoritos de 2023; veja lista

Tradicionalmente, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escolhe seus filmes, músicas e livros favoritos do ano. Nesta quarta-feira (27), Obama compartilhou em suas...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=