Primeiro curso de formação em Comunicação Alternativa e Produção de Conteúdo de África Contemporânea

Jornalistas, escritores e aspirantes apaixonados por África: O Afreaka abre vagas para o Primeiro curso de formação em Comunicação Alternativa  e Produção de Conteúdo de África Contemporânea. Serão quatro encontros, sempre às segundas, realizados entre o dia 17 de Novembro e 08 de Dezembro.

afreaka1

O curso é gratuito e serão selecionados 20 participantes. O objetivo é, ao trazer exemplos de uma África pouco conhecida no Brasil, fora dos clichês da mídia, discutir não apenas o continente africano, mas, sobretudo, a sua produção cultural e intelectual, o enxergando como um espaço ativo, protagonista. Ao desconstruir a imagem estereótipo do continente, rompe-se um fluxo de informação negativa que permeia o conteúdo hoje disposto em parte das redes de ensino e das grandes mídias brasileiras.

afreaka2

Além disso, o curso também terá foco na produção de conteúdo para comunicação alternativa, construindo novas formas de abordagens de pautas, temas e pesquisa para discutir África e Diáspora. Durante o curso, cada aluno irá desenvolver com o acompanhamento dos professores, quatros notas para internet, que serão publicadas no site Afreaka.

Confira o cronograma:

Dia 1: Formação em Cultura Africana e África Contemporânea

Os fundadores do Afreaka, a jornalista Flora Pereira da Silva e o designer Natan Aquino dividem com o público suas experiências durante a estadia em África, para que a partir disso os alunos entendam este outro lado da história, muito menos abordado: uma África proativa, inovadora, positiva e que, ao nos indicar muitos exemplos a serem seguidos, quebram uma linha pejorativa atribuída a cultura africana e afro-brasileira.
Exercício: Elaboração de Pautas

Dia 2: Mídia Alternativa e Comunicação para o Desenvolvimento.

Aqui, será aberto um espaço para debate sobre os dois temas. Começando por entender o que é a Mídia Alternativa, pensando em como e onde se dá o processo de ruptura das versões tradicionais, vamos discutir onde encontrar os laboratórios de novas formas, qual a sua importância e qual é o seu papel no jornalismo contemporâneo. Para trazer o caso do Afreaka para dentro do tema, vamos então falar sobre o papel da Comunicação para o Desenvolvimento, uma abordagem que pensa em como se comunicar para o desenvolvimento social. Qual é o recorte dessa abordagem? Como ela acontece e como a trouxemos para o projeto?
Exercício: Escolha de Pauta para trabalhar a ideia de comunicação para o desenvolvimento no texto + produção de texto

afreaka3

Dia 3: África no texto
Como elaborar um texto de jornalismo para internet fugindo dos estereótipos e clichês? Vamos apresentar uma série de ferramentas necessárias para um texto bem sucedido. Tal como dicas de produção, entrevista, estrutura, escolha de pauta, apuração, compartilhamento de ideias, abordagem do tema, jornalismo de viagem, divulgação em mídias sociais, edição, escolha de fontes, relacionamento com o entrevistado, estilo de texto e por aí vai.
Exercício: Produção de texto

Dia 4: África na Prática

Na quarta e última data do curso apresentaremos as ferramentas de comunicação. Ao decorrer dos encontros o intuito é casar o debate sobre ferramentas modernas com a necessidade de acabar de vez com o desconhecimento e indiferença sobre a cultura africana e afro-brasileira. Tudo isso permeado com algumas dinâmicas de Comunicação para o Desenvolvimento. Vamos brincar com algumas metodologias que aquecem a mente e o corpo e viabilizam a comunicação e integração do grupo.

Exercício: Aqui convidamos todos os participantes a colocarem a mão na massa e focar em suas produções textuais.

afreaka4

Inscrição: Para inscrição mande um e-mail para [email protected] com seu currículo, um texto de seu portfólio e uma breve carta de apresentação, explicando o porquê gostaria de fazer parte do curso e como a sua participação poderia colaborar com o Projeto Afreaka.


Seleção:
A Seleção para as 20 vagas será feita por análise de currículo, texto e entrevista. Dica? Disponibilidade, compromisso e interesse são os requisitos principais.

Datas: 17 e 24 de Novembro, 01 e 08 de Dezembro.

Horário: 15h às 17h horas.

Local:
Hemeroteca da Biblioteca Mário de Andrade

Rua Dr. Bráulio Gomes, 125/139 – Centro

Se identificou? Vem a com a gente e boa sorte!

 

Fonte: Afreaka

 

+ sobre o tema

Elisa Lucinda: Aviso da Lua que menstrua

Moço, cuidado com ela! Há que se ter cautela com...

Filha de Mano Brown expõe racismo: “Ninguém passa a mão no seu cabelo”.

Nas úlitmas semana, o caso de racismo envolvendo Titi,...

Projeto para “descomplicar” Machado gera racha até entre escritores

"Ousadia!" "Barbaridade!" "Onde é que vamos parar?" A notícia...

Intersecção entre gênero e raça: A outra face do Samba Paulista

O ANGANA - Núcleo de Pesquisa e Educação Patrimonial...

para lembrar

Seminário propõe nova agenda e renovação políticas afrodescendentes

O seminário foi encerrado no melhor estilo afro-brasileiro, com...

Meninos da periferia pintam os cabelos para o carnaval

    Marcionila Teixeira Os meninos de cabelos coloridos estão por toda...

O que é Gelede

A tradição Gèlède é originalmente uma forma de sociedade secreta...

‘Ela só queria nos humilhar’ conta estudantes africanos sobre racismo da polícia em Porto Alegre

Samir Oliveira Quando vieram ao Brasil em busca de aperfeiçoamento...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=