Primeiro curso de formação em Comunicação Alternativa e Produção de Conteúdo de África Contemporânea

Jornalistas, escritores e aspirantes apaixonados por África: O Afreaka abre vagas para o Primeiro curso de formação em Comunicação Alternativa  e Produção de Conteúdo de África Contemporânea. Serão quatro encontros, sempre às segundas, realizados entre o dia 17 de Novembro e 08 de Dezembro.

afreaka1

O curso é gratuito e serão selecionados 20 participantes. O objetivo é, ao trazer exemplos de uma África pouco conhecida no Brasil, fora dos clichês da mídia, discutir não apenas o continente africano, mas, sobretudo, a sua produção cultural e intelectual, o enxergando como um espaço ativo, protagonista. Ao desconstruir a imagem estereótipo do continente, rompe-se um fluxo de informação negativa que permeia o conteúdo hoje disposto em parte das redes de ensino e das grandes mídias brasileiras.

afreaka2

Além disso, o curso também terá foco na produção de conteúdo para comunicação alternativa, construindo novas formas de abordagens de pautas, temas e pesquisa para discutir África e Diáspora. Durante o curso, cada aluno irá desenvolver com o acompanhamento dos professores, quatros notas para internet, que serão publicadas no site Afreaka.

Confira o cronograma:

Dia 1: Formação em Cultura Africana e África Contemporânea

Os fundadores do Afreaka, a jornalista Flora Pereira da Silva e o designer Natan Aquino dividem com o público suas experiências durante a estadia em África, para que a partir disso os alunos entendam este outro lado da história, muito menos abordado: uma África proativa, inovadora, positiva e que, ao nos indicar muitos exemplos a serem seguidos, quebram uma linha pejorativa atribuída a cultura africana e afro-brasileira.
Exercício: Elaboração de Pautas

Dia 2: Mídia Alternativa e Comunicação para o Desenvolvimento.

Aqui, será aberto um espaço para debate sobre os dois temas. Começando por entender o que é a Mídia Alternativa, pensando em como e onde se dá o processo de ruptura das versões tradicionais, vamos discutir onde encontrar os laboratórios de novas formas, qual a sua importância e qual é o seu papel no jornalismo contemporâneo. Para trazer o caso do Afreaka para dentro do tema, vamos então falar sobre o papel da Comunicação para o Desenvolvimento, uma abordagem que pensa em como se comunicar para o desenvolvimento social. Qual é o recorte dessa abordagem? Como ela acontece e como a trouxemos para o projeto?
Exercício: Escolha de Pauta para trabalhar a ideia de comunicação para o desenvolvimento no texto + produção de texto

afreaka3

Dia 3: África no texto
Como elaborar um texto de jornalismo para internet fugindo dos estereótipos e clichês? Vamos apresentar uma série de ferramentas necessárias para um texto bem sucedido. Tal como dicas de produção, entrevista, estrutura, escolha de pauta, apuração, compartilhamento de ideias, abordagem do tema, jornalismo de viagem, divulgação em mídias sociais, edição, escolha de fontes, relacionamento com o entrevistado, estilo de texto e por aí vai.
Exercício: Produção de texto

Dia 4: África na Prática

Na quarta e última data do curso apresentaremos as ferramentas de comunicação. Ao decorrer dos encontros o intuito é casar o debate sobre ferramentas modernas com a necessidade de acabar de vez com o desconhecimento e indiferença sobre a cultura africana e afro-brasileira. Tudo isso permeado com algumas dinâmicas de Comunicação para o Desenvolvimento. Vamos brincar com algumas metodologias que aquecem a mente e o corpo e viabilizam a comunicação e integração do grupo.

Exercício: Aqui convidamos todos os participantes a colocarem a mão na massa e focar em suas produções textuais.

afreaka4

Inscrição: Para inscrição mande um e-mail para [email protected] com seu currículo, um texto de seu portfólio e uma breve carta de apresentação, explicando o porquê gostaria de fazer parte do curso e como a sua participação poderia colaborar com o Projeto Afreaka.


Seleção:
A Seleção para as 20 vagas será feita por análise de currículo, texto e entrevista. Dica? Disponibilidade, compromisso e interesse são os requisitos principais.

Datas: 17 e 24 de Novembro, 01 e 08 de Dezembro.

Horário: 15h às 17h horas.

Local:
Hemeroteca da Biblioteca Mário de Andrade

Rua Dr. Bráulio Gomes, 125/139 – Centro

Se identificou? Vem a com a gente e boa sorte!

 

Fonte: Afreaka

 

+ sobre o tema

Afrobetizar a educação no Brasil

No morro do Cantagalo, no Rio de Janeiro, a...

IDAFRO, uma Instituição Nacional de Defesa das Religiões de Matrizes Africanas

O IDAFRO é uma entidade sem fins lucrativos, constituída...

O longo caminho para a liberdade

Aqui estou, não como um profeta mas como um...

Tribunal condena ex-comandante que participou do genocídio em Ruanda

Guerra entre etnias tutsi e hutus deixou 800 mil...

para lembrar

Spielberg produzirá filme sobre Martin Luther King

LOS ANGELES - O estúdio DreamWorks, de Steven Spielberg,...

Ronaldinho Gaúcho diz que dá resposta a Dunga ‘dentro de campo’

Jogador brasileiro também agradece a Leonardo, que se despediu...

CAJAZEIRAS: Semana da Consciência Negra

Fonte: Jornal Folha VIP Cajazeiras -   A...

15 poderosas fotos de Martin Luther King Jr.

15 poderosas fotos de Martin Luther King Jr. Nascido no...
spot_imgspot_img

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...

iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de...
-+=