Guest Post »

Professora é a 2ª travesti no país a estar num programa de Doutorado

É do Mato Grosso e da Secretaria de Estado de Educação a segunda professora travesti a estar num Programa de doutorado no Brasil. O fato histórico é motivo de orgulho para o Estado e para a equipe da Superintendência de Formação dos Profissionais da Educação da Seduc, setor onde está lotada a professora, já mestre em educação, Adriana Sales.

A aprovação para o doutoramento na Universidade do Estado de São Paulo – UNESP – campus de Assis/SP se deu pela proposta de pesquisa já iniciada em nível de dissertação finalizada em 2012 com o título: Travestilidade e escola em narrativas de alunas travestis.

Nesta nova etapa o trabalho dará continuidade nas análises das demandas e representações de vários atores envolvidos nos processos de formação escolar nas unidades públicas de ensino em Mato Grosso e, principalmente, com foco nas pessoas travestis e transexuais que estão nestes espaços. Tal trabalho é importante para Mato Grosso e para o Brasil, pois poderá proporcionar pistas de como as políticas públicas já instituídas garantem todas as diversidades humanas com qualidade social da educação pública e quais aspectos podem avançar para contemplar essas diversidades.

Para a Superintendência de Formação que orienta os trabalhos dos 15 Centros de Formação – CEFAPROS – em todo Estado, a pesquisa é fundamental para ampliarmos os olhares para as diversidades educacionais na garantia de uma educação inclusiva e diversa. (informações professor Clóvis Arantes, superintendente de Formação dos Profissionais da Educação Básica da Seduc)

Fonte:Seduc

Related posts