Programa Por um cinema negro no feminino

Programa Por um cinema negro no Feminino // Mostra Com Mulheres

DO Cachoeiradoc

Curadora

Janaína de Oliveira é pesquisadora, doutora em História pela PUC-Rio e professora no Instituto Federal do Rio de Janeiro – Campus São Gonçalo, onde coordena o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígena (NEABI). Realiza pesquisas centradas na reflexão sobre Cinema Negro, no Brasil e na diáspora, e sobre as cinematografias africanas. Desde 2011, participa ativamente do FESPACO – Festival Panafricano de Cinema e Televisão de Ouagadougou e da JCFA – Journée Cinématographique de la Femme Africaine d’Image, ambos em Burkina Faso. Fez curadoria de filmes para o Plateau – Festival Internacional de Praia, Cabo Verde. Atualmente, coordena também o FICINE – Fórum Itinerante de Cinema Negro.

Dia 6/9, às 20h30

Kbela (Rio de Janeiro, 2015, 23 min.)
Direção: Yasmin Thayná

Um olhar sensível sobre a experiência do racismo vivido cotidianamente por mulheres negras. A descoberta de uma força ancestral que emerge de seus cabelos crespos transcendendo o embranquecimento. Um exercício subjetivo de autorrepresentação e empoderamento.

Dia 7/9, às 10h

A Mulher invisível / La Femme Invisible (França, 2010, 6 min.)

Direção: Pascale Obolo

Uma jovem mulher negra em busca dos rostos de sua comunidade nos posteres de filmes nas ruas de Paris.

Calypso Rose (França / Trinidade e Tobago, 2011, 53 min.)
Direção: Pascale Obolo

Embaixatriz da música caribenha, a carismática Calypso Rose é uma lenda viva. Para homenageá-la, a cineasta franco-camaronesa Pascale Óbolo passa quatro anos com a diva da Calypso Music em uma trajetória muito especial. A turnê percorre Paris, Nova Iorque, Trindade e Tobago e volta para a África, constituindo uma viagem que apresenta as diversas perspetivas da arte afro-caribenha. O documentário aborda não só a memória, o intercâmbio e a descoberta de diversas culturas do mundo, mas é também a jornada de uma mulher militante e autêntica. Pascale Óbolo desvenda as muitas faces da protagonista: cantora e compositora radiante, feminista, espiritualista, celebridade e mulher consciente de sua origem escrava.

Cineastas

Pascale Obolo nasceu na República dos Camarões e vive em Paris. Estudou no Conservatório Livre do Cinema Francês. Tem realizado documentários para as TVs Camaronenses, filmes experimentais e videoclipes para diversos artistas, tais como Manu Chao, Les Nubians, 3canal, Mungal Patasar.

Yasmin Thayná é cineasta, seu filme mais recente é Kbela, “uma experiência sobre ser mulher e tornar-se negra”. É estudante de comunicação social da PUC-Rio e interessada por assuntos ligados à cultura digital, comunicação, cinema, literatura, raça e gênero. Passou pela Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu, foi pesquisadora de políticas públicas da FGV e desde os 16 anos dirige, escreve e participa de produções de curta-metragem. Idealizou um projeto de audiovisual onde trabalhou com mais de 300 alunos da rede pública de ensino da Baixada Fluminense. Hoje, além de escrever no Brasil Post, é diretora do Afroflix, cofundou o projeto Nova Iguaçu Eu Te Amo e faz parte do Coletivo Nuvem Negra (coletivo de estudantes negros da PUC-Rio).

+ sobre o tema

Passeio pela mostra “Um defeito de cor”, inspirada no livro de Ana Maria Gonçalves

"Eu era muito diferente do que imaginava, e durante...

Taís faz um debate sobre feminismo negro em Mister Brau

Fiquei muito feliz em poder trazer o feminismo negro...

Conheça a história de Shirley Chisholm, primeira mulher a ingressar na política americana

Tentativas de assassinato e preconceito marcaram a carreira da...

Roda de Conversa: Mulher, raça e afetividades

O grupo de pesquisa Corpus Dissidente promove a roda...

para lembrar

Caneladas do Vitão: Uma vez Anielle, sempre Marielle 2

Brasil, meu nego, deixa eu te contar, a história...

Cida Bento – A mulher negra no mercado de trabalho

Sinceramente eu nunca dei para empregada domestica acho que eu...

Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de injúria racial e ameaças

A vereadora Ana Lúcia Martins (PT) é a primeira...

Representantes da AMNB fazem reunião com ministra Luiza Bairros

Por volta do meio dia desta quinta-feira (14), as...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...
-+=