Racismo: Milhares assinam petição para afastar Tavecchio da corrida à federação italiana

Acusado de proferir comentários racistas. 

Vários milhares de pessoas assinaram a petição que exige a desistência da candidatura à presidência da Federação Italiana de Futebol (FIGC) por parte de Carlo Tavecchio, que é acusado de ter proferido comentários de teor racista.

“Já reunimos 26.600 assinaturas e vamos enviar a petição à FIFA, UEFA e CONI [Comité Olímpico Italiano]. Queremos mostrar às pessoas que há outras maneiras de lidar com o racismo”, disse esta quinta-feira o deputado Khalid Chaouki em conferência de imprensa, em Roma.

Em causa está uma declaração na qual Carlo Tavecchio, atual vice-presidente federativo, de 71 anos, utilizando um nome fictício, se referiu aos futebolistas africanos como pessoas que comem bananas.

“Inglaterra informa-se sobre se os futebolistas que chegam cumprem os requisitos necessários para poderem jogar no país. Aqui, ao contrário, chega um Opti Poba [nome fictício], que antes estava a comer bananas e, de repente, se torna titular da Lazio”, disse Tavecchio.

O candidato à liderança da FIGC pediu, posteriormente, desculpas públicas, garantindo não ter tido “intenção de ofender ninguém”.


Fonte: CM Jornal 

+ sobre o tema

Ricos (não) merecem o que têm?

Privilégio representa alguma vantagem ou direito que uma pessoa...

Alicia Keys libera lindo filme sobre feminismo, racismo e violência policial

Alicia Keys lançou hojedia 4 de novembro seu novo...

PF quer combater racismo na formação de agentes de segurança

A Polícia Federal incluirá a dimensão de raça...

Participante do programa Mulheres Ricas Regina Manssur vê risco de aglomerações em shoppings “descambarem”

Após se declarar apavorada pela possibilidade dos rolezinhos representarem risco à...

para lembrar

Audio: Entrevista coletiva do Exmo Senhor Ministro Enrique Ricardo Lewandowski

Entrevista coletiva do Exmo Senhor Ministro Enrique Ricardo...

Pesquisa indica racismo entre principais crimes nas redes sociais

  O Facebook deve se tornar em 2013 a rede...

França inicia investigação sobre burca

França inicia investigação sobre burca. Fonte: Folha de São Paulo...

A lição dos policiais suecos que estavam de férias em Nova York

Quatro policiais suecos ficaram famosos depois de separar uma...
spot_imgspot_img

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...
-+=